A nova onda dos vídeos


O uso de filmes e vídeos em treinamento não é algo novo. Lembro com saudades das aulas com filmes que tive quando cursei o segundo grau, no fim da década de 1970. Saudades não pelo seu conteúdo, mas sim pela diversão – éramos levados a uma sala de cinema, onde fazíamos mais bagunça do que aproveitávamos os filmes didáticos que eram apresentados. Na época, isso era uma grande novidade, principalmente porque dependia de recursos caros: um cinema equipado e com profissionais especializados.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter