Invista no compartilhamento de expertise – parte II

Abordagens que podem melhorar as chances de êxito no processo de compartilhamento de expertise

Dando sequência às abordagens citadas pelo autor Marc Rosenberg na obra Além do e-Learning, abordagens e tecnologias para a melhoria do conhecimento, do aprendizado e do desempenho organizacional, o post de hoje traz mais quatro iniciativas para aprimorar o processo de compartilhamento de expertise em sua organização. Confira!



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Alta Performance: invista no compartilhamento de expertise

Confira abordagens que podem melhorar as chances de êxito no processo de compartilhamento de expertise

Conseguir os melhores especialistas é um processo bastante trabalhoso para qualquer tipo de organização. Mas fazer com que esses profissionais devotem o tempo necessário para compartilhar suas expertises, não deixando de lado suas atividades profissionais é ainda mais complicado.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Social learning: estimule a troca de conhecimento

A aprendizagem social já está acontecendo em todos os níveis de sua organização, por isso, não perca tempo e dê suporte para que o compartilhamento do conhecimento

Já está mais do que provado que o aprendizado não acontece apenas dentro da sala de aula, mas também durante as atividades rotineiras e práticas, em contatos virtuais ou até durante a pausa para o cafezinho. 

Ideias brilhantes podem ficar ainda melhores quando uma segunda, uma terceira ou uma quarta mente criativa unem-se para trabalhar em parceria. Nós gostamos de compartilhar conhecimentos e experiências. Prova disso é a popularidade das mídias sociais. Estamos interessados em compartilhar tudo aquilo que fazemos/sabemos e também em aprender/conhecer o que é diferente e vem do outro. 




Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Como transformar seu treinamento em um viral

As organizações devem investir em uma estratégia de aprendizado completa, visando o alto impacto dos treinamentos

Qualquer arquivo ou conteúdo viral (vídeo, imagem, frase, áudio) recebe esse título por conta de sua popularidade e do alto poder de impacto e circulação na internet e meios de comunicação. No entanto, para um treinamento conquistar essa fama ou título, é preciso ir além de um bom design ou de um conteúdo bem-elaborado. 



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

O papel estratégico do aprendizado e do desenvolvimento

Cultura de Alta Performance: aprendizagem para formar os talentos e impulsionar a organização

As mais recentes pesquisas sobre as novas gerações no mercado de trabalho apontam que os colaboradores de hoje estão em busca de trabalhos interessantes e desafiadores, que permitam oportunidades de aprendizado e crescimento dentro da organização. 

Como citamos no post A cultura de performance e o desenvolvimento de jovens talentos, essas pessoas também esperam trabalhar em empresas baseadas em valores sustentáveis, que contribuam para o bem-estar da sociedade como um todo. 




Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Eu tenho um sonho: Tin Can API

O compartilhamento do aprendizado de muitos para muitos

Desde a primeira versão do SCORM, lançada no ano 2000, acreditamos no padrão mundial de desenvolvimento de cursos online. Era um sonho ter cursos que pudessem utilizar plataformas diferentes no mundo inteiro com a mesma linguagem, até hoje esse sonho persiste. Apesar da promessa, quem já tentou migrar de plataforma sabe que as coisas não são tão simples. Na ADL (órgão regulamentador), você encontra a MicroPower entre as pouquíssimas empresas certificadas, mas quase ninguém lembra disso na contratação ou na implantação de uma universidade corporativa.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Como desenvolver uma cultura de e-Learning em sua organização

Destacamos algumas ações essenciais que vão além do investimento em alta tecnologia

De acordo com o site eLearning Industry, em 2012, organizações de todo o mundo desperdiçaram quase 131 milhões de dólares em treinamentos que não foram realizados e uma das principais razões para esse gasto sem aproveitamento algum é a ausência de uma cultura de e-Learning.
 

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter