Mobile learning customizado

Complementares aos treinamentos formais, as pílulas de conhecimento disponibilizadas por meio de smartphones, tablets e outros dispositivos móveis favorecem o aprendizado contínuo

Você já ouviu falar da expressão “curva do esquecimento”? Se nunca ouviu, certamente já se surpreendeu ao perceber que se esqueceu de algo que acabou de aprender. Voilà! Mas você não está sozinho nessa. Todos nós esquecemos metade do que aprendemos logo na primeira hora após a instrução. Tal descoberta foi feita pelo psicólogo alemão Hermann Ebbinghaus, no século 19. 

Para driblar essa questão, Hal Pashler, psicólogo da Universidade da Califórnia, sugeriu a proposta de “estudo parcelado”, ou seja, dividir o conteúdo em pequenas partes, dando intervalos entre as sessões de estudo. Dessa forma, aciona-se o cérebro quando ele está pronto para reter novas informações.




Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Mobile Learning: informação transmitida de maneira rápida

Cada vez mais populares, os dispositivos móveis são ideais para a distribuição rápida de conteúdo 

É difícil imaginar a vida sem as facilidades tecnológicas que contamos hoje. Basta ficar sem bateria no celular ou até esquecê-lo em casa e pronto! Vem aquela sensação de que falta algo, de que alguém importante pode tentar contato e não conseguir falar ou de que estamos off para o mundo – sem acesso a notícias e outras facilidades como aplicativos com lembretes de programação, notas, endereços e telefones importantes.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Augusto Gaspar ministra palestra no Fórum Educação Corporativa a Distância 2015

Fórum abordou os conceitos e práticas inteligentes de educação corporativa apoiada em tecnologia

Ontem, 1º de outubro, Augusto Gaspar, diretor de soluções consultivas da MicroPower, participou do Fórum Educação Corporativa a Distância 2015, organizado pela revista T&D Inteligência Corporativa.

Na palestra “Melhores Práticas e tendências em e-Learning”, Augusto Gaspar explorou informações sobre melhores práticas de gestão, distribuição e execução do treinamento online com os exemplos práticos das empresas vencedoras do Prêmio Learning & Performance Brasil.




Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

O mobile learning já faz parte do aprendizado de agora e do futuro

A possibilidade de acesso às informações de forma simples, em qualquer lugar e qualquer momento, expande ainda mais a oportunidade de aprendizagem

Graças à internet e às novas tecnologias, vivenciamos hoje um aprendizado multiplicador e sem fronteiras. O que antes estava restrito a um pequeno público, agora pode ser compartilhado e criado por quem faz parte do processo – o colaborador. 

A tecnologia móvel está mudando a maneira como vivemos e aprendemos. De acordo com a Unesco, há mais de 6 bilhões de pessoas com acesso a um dispositivo móvel conectado e, para cada pessoa que acessa a internet a partir de um computador, duas pessoas acessam por dispositivos móveis.




Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

A diferença entre e-Learning e Mobile Learning

Conheça as características dos dois formatos e delimite a estratégia de aprendizagem de sua organização

Há tempos o aprendizado conquistou mobilidade, deixando de ficar entre as paredes da sala de aula para ganhar ruas, parques e avenidas. Brincadeiras à parte, hoje é possível aprender usando dispositivos móveis em qualquer lugar e horário, o que resulta em:

  • Flexibilidade para usuário e empresa;
  • Mais economia para o negócio, poupado de gastos com viagens e estrutura para treinamentos;
  • Produtividade no trabalho através de interações on the job;
  • Maior número de colaboradores treinados ao mesmo tempo.


Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Treinamento a distância até pelo celular: sim, é possível!

Mobile learning: poupe verba e atinja mais pessoas

O mundo dos negócios tem passado por inúmeras mudanças nos últimos anos, não só com relação ao aumento da concorrência ou à evolução de produtos e serviços. As formas de treinamento também estão diferentes. As empresas inteligentes estão cada vez mais envolvidas com a capacitação de seus talentos e, graças aos avanços tecnológicos, esse processo está bem mais simples.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Os componentes de uma estratégia de aprendizado de sucesso

Integrar o aprendizado ao negócio é apenas um dos componentes importantes para o sucesso de uma estratégia de aprendizado 

Para garantir a alta performance, uma das mais importantes ações de uma organização é cuidar do desenvolvimento de seus talentos. O aprendizado em uma empresa inteligente é integrado aos seus processos e atividades. Dessa forma, segundo Mark Rosenberg, “a consideração das questões de aprendizado e desempenho ocorre muito mais cedo no desenvolvimento de novos sistemas, ferramentas ou processos de trabalho”, o especialista explica em seu livro Além do e-Learning, abordagens e tecnologias para a melhoria do conhecimento, do aprendizado e do desempenho organizacional.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Apresentações online: ideias criativas para profissionais de e-Learning

Para engajar os colaboradores é preciso ter criatividade e boas pitadas de efeitos visuais e sonoros

Ao fazer uma apresentação presencial é possível chamar a atenção para a cor da gravata de alguém na plateia, contar histórias, cantar, propor participações improvisadas e diferentes dinâmicas. Mas quando o assunto é apresentação online, são necessárias estratégias criativas para tornar seu conteúdo interessante e dinâmico aos olhos da audiência.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Três dicas de como usar vídeos em seus treinamentos

Treinamentos realizados por meio de vídeos, tendência entre as organizações 

Com smartphones e tablets cada vez mais acessíveis, telas de altas resoluções, mais velocidade e conectividade, o consumo de vídeo continua a crescer. Essa tendência também já é percebida no e-Learning por motivos óbvios: os vídeos possibilitam maior interação, ajudam no processo de retenção do conhecimento, reduzem o tempo de aprendizado e demonstram processos complicados de maneira direta.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Como definir objetivos de aprendizagem

Até o final deste post, você será capaz de definir objetivos de aprendizagem

Mas, o que são objetivos de aprendizagem? Resumidamente, promessas de aprendizagem. Eles informam ao público-alvo o que poderá ser aprendido ao término de uma formação.

Eles são importantes por várias razões. Em primeiro lugar, possibilitam que os alunos decidam por fazer ou não o curso em questão. Em segundo lugar, optando por fazê-lo, os objetivos de aprendizagem funcionam como um roadmap. Ao comparar seu progresso com a lista de objetivos, os alunos terão uma ideia geral de quanto conteúdo ainda resta para finalizar o curso. 




Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter