O papel estratégico do aprendizado e do desenvolvimento

Cultura de Alta Performance: aprendizagem para formar os talentos e impulsionar a organização

As mais recentes pesquisas sobre as novas gerações no mercado de trabalho apontam que os colaboradores de hoje estão em busca de trabalhos interessantes e desafiadores, que permitam oportunidades de aprendizado e crescimento dentro da organização. 

Como citamos no post A cultura de performance e o desenvolvimento de jovens talentos, essas pessoas também esperam trabalhar em empresas baseadas em valores sustentáveis, que contribuam para o bem-estar da sociedade como um todo. 




Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Aprendizado personalizado

Como personalizar o aprendizado em sua organização

No último post, destacamos a importância de oferecer ao colaborador aquilo que ele realmente quer e necessita como aprendizado. Conforme mencionamos, pesquisas e muito diálogo, tanto com líderes quanto com o time, podem ajudar bastante a entender que tipo de conteúdo será útil; por onde e quando as pessoas acessam o material; e o que elas preferem: vídeos, podcasts, microtextos, imagens, avaliações, pesquisas em sites.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Melhores momentos do Prêmio Learning & Performance Brasil 2015/2016

O reconhecimento das melhores iniciativas do mercado relacionadas à gestão de alta performance

Aconteceu no dia 10 de agosto, no espaço de convenções do Renaissance São Paulo Hotel, mais uma edição do Prêmio Learning & Performance Brasil, que contou com a presença de presidentes, vice-presidentes e outros representantes de organizações privadas e públicas, nacionais e internacionais. 

Organizado pela MicroPower, o evento teve como objetivo promover e reconhecer as melhores práticas do mercado relacionadas à gestão de alta performance, gestão do capital humano, desenvolvimento de talentos, acessibilidade e aprendizado. 




Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

A diferença entre a aprendizagem formal e a informal

Cursos em sala de aula física, indicação de livros, redes sociais corporativas: entenda as diferenças entre as modalidades de aprendizado

 

De acordo com o especialista Mark Rosenberg, a aprendizagem é um processo em que se adquirem novas competências e conhecimento com o objetivo de melhorar o desempenho. Existem diversos tipos de atividades e sua empresa provavelmente utiliza pelo menos dois ou mais deles: cursos em sala de aula física, indicação de livros, redes sociais corporativas, mundos virtuais 3D, podcasts. Mas você entende a diferença entre aprendizagem formal e informal?

 

Leia mais...

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Novo método de aprendizado – etapa final

A estrutura de um programa de aprendizagem para a força de trabalho do século XXI

 

O último post da série Novo método de aprendizado (modelo apresentado por Francisco Antonio Soeltl, presidente da MicroPower e da comunidade Learning & Performance Brasil, no livro e-Learning no Brasil: retrospectiva, melhores práticas e tendências) tem como tema a aplicação do design instrucional.

 

Leia mais...

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Novo método de aprendizado – parte 2

A estrutura de um programa de aprendizagem para a força de trabalho do século XXI

 

No segundo post da série Novo método de aprendizado (modelo apresentado por Francisco Antonio Soeltl, presidente da MicroPower e da comunidade Learning & Performance Brasil, no livro e-Learning no Brasil: retrospectiva, melhores práticas e tendências) vamos tratar das etapas seguintes às Análises de aprendizado. Confira quais são elas!


Leia mais...


Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Aprendizado na medida certa

As atividades mudaram e as necessidades da força de trabalho também, por isso torna-se essencial investir em experiências de aprendizado personalizadas para os colaboradores

 

Para atender ao novo perfil de consumidor, as empresas perceberam que precisariam inovar em seus produtos e serviços, que oferecer mais do mesmo a todos não iria funcionar por muito tempo. Assim, elas passaram a investir em customização. Na economia atual, tudo é feito de acordo com o que o cliente precisa e deseja – do café ao carro, da casa ao pacote de viagem – e o aprendizado acompanha esse ritmo. Por que não acompanharia?

 

Leia mais...

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Novo método de aprendizado

A estrutura de um programa de aprendizagem para a força de trabalho do século XXI

Sabemos que hoje as empresas mesclam atividades em sala de aula tradicional e no meio online, já que cada um tem sua importância e aplicabilidade no processo de aprendizagem. Como os dois modelos possuem características distintas, com funções e limitações, eles podem atuar de forma complementar, beneficiando negócios e pessoas.

No entanto, mais importante do que simplesmente o método, a qualidade do desenho do aprendizado é o que de fato determina a retenção do conhecimento, conforme destaca Francisco Antonio Soeltl, presidente da MicroPower e da comunidade Learning & Performance Brasil, no livro e-Learning no Brasil: retrospectiva, melhores práticas e tendências.




Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Meritocracia de verdade

Processos estruturados que vinculem a estratégia organizacional às operações diárias e contribuições do colaborador, bem como seus planos de carreira, devem ser considerados na estratégia de gestão do desempenho e meritocracia

Parece natural que as pessoas sejam promovidas de acordo com seus esforços e também com os resultados atingidos, mas nem sempre é isso que ocorre. Em algumas empresas, as promoções mais parecem um sonho distante, apenas para indicações ou para aqueles que acumulam anos na casa. Entretanto, para conquistar uma cultura de performance, cada vez mais organizações passam a investir em um modelo de negócio no qual a meritocracia ganha espaço.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter