Gerações de conhecimento

Saiba como engajar seus colaboradores em diferentes necessidades de aprendizagem 

Para cada geração existem expectativas, necessidades, preferências e objetivos que devem ser considerados. Caso contrário, corremos o risco de excluir grupos específicos ou limitar o âmbito dos nossos cursos de e-Learning. Milênios e baby boomers são duas gerações que compõem a grande maioria do nosso público. Assim, os profissionais de e-Learning devem saber o máximo possível sobre quem são, e o que eles estão procurando em sua experiência e-Learning.

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

e-Learning: conheça o perfil do novo usuário

As características do novo time de colaboradores que devemos considerar ao criar nossos cursos e-Learning

Com as novas gerações ingressando cheias de energia, novas competências e habilidades no mercado de trabalho, especialmente, no que diz respeito à tecnologia e inovação, temos um cenário de aprendizado em constante revolução, ou melhor, evolução.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

e-Learning: como engajar baby boomers II

Uma estratégia para tornar o e-Learning bem mais atrativo aos boomers

Dando sequência ao post sobre como usar a tecnologia para criar um e-Learning que seja mais atraente aos boomers, destacamos novas dicas de como estruturar seus treinamentos. Confira!



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

e-Learning: como engajar baby boomers

Uma estratégia de e-Learning interessante e adequada para os diferentes tipos de colaboradores

Se as novas gerações já nascem totalmente “ambientadas” às tecnologias, os Baby Boomers são recém-chegados nesse campo. Por isso, alguns podem ser até mais relutantes quando convidados a participar de treinamentos online.

Assim, o desafio de muitos profissionais de treinamento é descobrir como usar a tecnologia para atrair esse público, fazendo os Boomers se sentirem mais confortáveis diante de algumas mudanças, como novos sistemas, mídias e formas de trocar o conhecimento. 




Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

O papel estratégico do aprendizado e do desenvolvimento

Cultura de Alta Performance: aprendizagem para formar os talentos e impulsionar a organização

As mais recentes pesquisas sobre as novas gerações no mercado de trabalho apontam que os colaboradores de hoje estão em busca de trabalhos interessantes e desafiadores, que permitam oportunidades de aprendizado e crescimento dentro da organização. 

Como citamos no post A cultura de performance e o desenvolvimento de jovens talentos, essas pessoas também esperam trabalhar em empresas baseadas em valores sustentáveis, que contribuam para o bem-estar da sociedade como um todo. 




Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

A cultura de performance e o desenvolvimento de jovens talentos

As empresas que pretendem desenvolver uma cultura de performance devem ter como base o treinamento e a capacitação de seus talentos (de diferentes gerações), além de contribuírem para o bem-estar da sociedade como um todo

Em 2020, ou seja, em apenas cinco anos, os jovens da geração Z (nascidos entre 1990 e 1999) serão 20% da força de trabalho ao lado dos colegas X e Y que aos poucos assumirão a liderança sênior gerada com a aposentaria dos baby boomers.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter