Microlearning: como criar cursos curtos, porém efetivos – parte 2

Estratégias para desenvolver um microlearning de valor para os colaboradores

No post anterior, citamos três práticas que ajudarão a transformar seu “curso mais ou menos” em um microlearning impactante e efetivo – organização por storyboard, redução de texto e transmissão de conhecimento na medida certa. Hoje, temos três novas dicas. Confira!



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Microlearning: como criar cursos curtos, porém efetivos

Estratégias para desenvolver um microlearning de valor para os colaboradores

Mesmo com as organizações adotando cada vez mais o microlearning, ainda há pessoas com dúvidas sobre a efetividade das pílulas de conhecimento.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Retrospectiva do blog MicroPower

Os posts mais acessados pelos leitores do blog MicroPower em 2015 e os temas que serão destaque em 2016

O começo do ano é sempre uma ótima oportunidade para avaliar tudo aquilo que aconteceu no ciclo anterior, nos últimos 365 dias. Ideias, ações e projetos: vale a pena observar o que deu certo, o que chamou a atenção do mercado, o que não teve tanta aceitação ou o que merece retoques e melhorias. 

No ano de 2015, “afiamos” a comunicação e desenvolvemos muitos conteúdos para o blog e as redes sociais da MicroPower. Chegamos a pessoas em todos os cantos do mundo e tivemos muitos feedbacks de nossos seguidores. Ao examinarmos acessos, curtidas, compartilhamentos, dúvidas e solicitações dos profissionais da área, conseguimos chegar aos temas mais procurados, isto é, que as pessoas mais têm interesse em conhecer detalhadamente.




Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Tendências: os treinamentos mais utilizados pelas organizações

As tendências em formatos de treinamento que irão ajudar a alavancar a performance de seu time

Você já deve ter percebido que os programas de treinamento e desenvolvimento de pessoas estão cada vez mais relacionados com as estratégias das empresas. Com a economia passando por “certa turbulência”, custos aumentando, bem como a competitividade entre as empresas concorrentes, nunca foi tão necessário (ou nunca se pensou que fosse) unir interesses e necessidades de capacitação do colaborador aos objetivos e metas do negócio.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

A estrutura do mobile learning

Informação passada de pouquinho em pouquinho (por pílulas), de forma assertiva e com baixo custo: o que sua empresa está esperando para investir nessa estratégia?

Aumento no número de dispositivos móveis, facilidade de acesso às informações, falta de tempo e, claro, orçamentos reduzidos para treinamento: esses são fatores que, definitivamente, estão mudando muito a maneira de conceber, desenvolver e entregar o e-Learning



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Mobile learning customizado

Complementares aos treinamentos formais, as pílulas de conhecimento disponibilizadas por meio de smartphones, tablets e outros dispositivos móveis favorecem o aprendizado contínuo

Você já ouviu falar da expressão “curva do esquecimento”? Se nunca ouviu, certamente já se surpreendeu ao perceber que se esqueceu de algo que acabou de aprender. Voilà! Mas você não está sozinho nessa. Todos nós esquecemos metade do que aprendemos logo na primeira hora após a instrução. Tal descoberta foi feita pelo psicólogo alemão Hermann Ebbinghaus, no século 19. 

Para driblar essa questão, Hal Pashler, psicólogo da Universidade da Califórnia, sugeriu a proposta de “estudo parcelado”, ou seja, dividir o conteúdo em pequenas partes, dando intervalos entre as sessões de estudo. Dessa forma, aciona-se o cérebro quando ele está pronto para reter novas informações.




Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Três dicas de como usar vídeos em seus treinamentos

Treinamentos realizados por meio de vídeos, tendência entre as organizações 

Com smartphones e tablets cada vez mais acessíveis, telas de altas resoluções, mais velocidade e conectividade, o consumo de vídeo continua a crescer. Essa tendência também já é percebida no e-Learning por motivos óbvios: os vídeos possibilitam maior interação, ajudam no processo de retenção do conhecimento, reduzem o tempo de aprendizado e demonstram processos complicados de maneira direta.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter