É hora de implementar o modo de aprendizagem social

Invista na troca de experiências de seus colaboradores

Houve uma época em que o aprendizado social era mais uma teoria acadêmica. Hoje as coisas mudaram e não há quem não esteja ciente disso. Milênios, ou mais conhecidos como geração Y, são agora a maioria na força de trabalho global e isso traz uma série de mudanças únicas para a forma como as organizações estão treinando seus colaboradores. Devido à natureza social dos seres humanos, aprendemos melhor em contextos sociais - particularmente aqueles que envolvem tecnologia - do que sem eles. Quando os alunos aprendem uns com os outros, algumas mudanças ocorrem significativamente.

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Alta Performance na Gestão de Pessoas


Ontem, dia 9 de novembro, a MicroPower promoveu o Seminário Web “Alta Performance na Gestão de Pessoas”.


Apresentado por Augusto Gaspar, Business Director da MicroPower, o seminário teve o intuito de mostrar as constatações e o aprendizado que a MicroPower adquiriu em seus estudos sobre Alta Performance, especialmente as informações obtidas nas pesquisas realizadas sobre Questões Criticas para a Gestão do Capital Humano, Obstáculos ao Desempenho e Melhores Práticas para a Gestão de Performance.


Augusto Gaspar também apresentou dados de pesquisas, que mostram que 65% dos fatores que mais influenciam a produtividade estão dentro das empresas, como por exemplo qualificação e Educação dos funcionários, Tecnologia e Máquinas, Processos e Organização do Trabalho, Liderança e Motivação, além de fatores externos, como Infraestrutura, Intervencionismo estatal, Burocracia e complexidade tributária e Custo do Capital.


O diretor da MicroPower mostrou alguns caminhos para a implementação de uma cultura de Alta Performance e a importância de um bom suporte tecnológico ao processo.


A MicroPower está disponibilizando o material do seminário para quem quiser assistir. Os interessados podem solicitar acesso pelo telefone 11 3041-8600 ou pelo e-mail marketing@micropowerglobal.com.

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Por que escolher um LMS com padrão SCORM?


A adoção do padrão SCORM para a produção de cursos no formato e-Learning e na plataforma LMS (Learning Management System) tem como principal benefício a interoperabilidade, ou seja, a padronização técnica que garante a correta comunicação entre eles.

Para entender a importância de cobrar a certificação SCORM de seu fornecedor de cursos e de LMS, imagine o que aconteceria se precisasse trocá-lo sem que os cursos estivessem padronizados. O SCORM reduz o impacto das mudanças, facilita os processos de transição, concede flexibilidade, opção de escolha, além da reutilização de objetos de aprendizagem.

Facilidade na operação

O LMS ideal será capaz de gerenciar o conteúdo, assim você não precisa se preocupar com aspectos técnicos. Para o usuário, o curso se parece com um arquivo Zip quando publicado para SCORM. No entanto, esse pacote Zip contém todos os arquivos necessários para o curso rodar normalmente e ele estará pronto para ser carregado em qualquer LMS compatível com SCORM e depois entregues para os colaboradores.
Tudo o que você precisa fazer é importar o curso para o seu LMS. Isso possibilita que os administradores e os colaboradores trabalhem com uma interface de fácil utilização. O intuito é fazer com que você não se preocupe com problemas técnicos complexos e se concentre no trabalho estratégico e analítico que terá maior impacto sobre os resultados de aprendizagem e formação.

MicroPower Performa – LMS compatível com o padrão SCORM

O MicroPower Performa foi desenvolvido com base na experiência acumulada pela equipe de desenvolvimento e consultoria da MicroPower ao longo de centenas de implementações de projetos, no Brasil e no exterior, envolvendo sistemas para a gestão de processos de desempenho e aprendizagem). Além disso, ele apresenta um conceito inovador, que permite a utilização de múltiplos portais e múltiplos domínios. Essa característica possibilita a segmentação do ambiente por critérios variáveis de acordo com as necessidades e os objetivos de cada cliente. 

Entre em contato com nossos especialistas e veja como nosso LMS pode ajudar em seu treinamento!
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Como aprimorar a usabilidade do e-Learning

Duas dicas essenciais para estruturar seus conteúdos de maneira mais acessível

Facilitar a vida do colaborador deve ser uma das prioridades do profissional de treinamento e desenvolvimento. Dessa forma, sua atenção também precisa estar voltada para a criação de um material “user friendly”, simples e prático para ser acessado, mas ao mesmo tempo interessante e motivador.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Perguntas para direcionar o e-Learning

Será que suas questões têm como foco o que realmente importa – o colaborador?

Designers instrucionais ou gestores de treinamento devem se perguntar uma série de questões quando estão “desenhando” atividades de e-Learning. Mas há maneiras e maneiras de fazer essas perguntas. Será que suas questões têm como foco o que realmente importa – o colaborador?



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Microlearning: como criar cursos curtos, porém efetivos – parte 2

Estratégias para desenvolver um microlearning de valor para os colaboradores

No post anterior, citamos três práticas que ajudarão a transformar seu “curso mais ou menos” em um microlearning impactante e efetivo – organização por storyboard, redução de texto e transmissão de conhecimento na medida certa. Hoje, temos três novas dicas. Confira!



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Microlearning: como criar cursos curtos, porém efetivos

Estratégias para desenvolver um microlearning de valor para os colaboradores

Mesmo com as organizações adotando cada vez mais o microlearning, ainda há pessoas com dúvidas sobre a efetividade das pílulas de conhecimento.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

O e-Learning que seus colaboradores irão amar

Para elaborar um projeto de e-Learning, é preciso mais do que conhecer o público-alvo e compreender sua necessidade

Em tempos de rápida e ininterrupta conexão, é essencial elaborar experiências de aprendizagem digitais que as pessoas simplesmente adorem consumir – práticas, fluídas e envolventes. Mas atenção: criar um fluxo educacional intuitivo exige a implantação de um poderoso sistema de gestão do aprendizado, para que suas funcionalidades sejam aliadas às melhores práticas para o uso do e-Learning.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Como converter a queda de desempenho em alta performance

Ações que favorecem a gestão de desempenho e o engajamento de talentos

A queda de desempenho está atrelada a objetivos não compreendidos ou até não estabelecidos e expectativas frustradas dos dois lados – empresa e colaborador. Fatores diversos como a falta de incentivo, reconhecimento, comunicação ou integração, por exemplo, podem desestimular o bom profissional, que por sua vez passará a dedicar-se menos para obter resultados. Já para o contratante, a situação pode gerar problemas com outros colaboradores, baixo retorno para o que foi investido em mão de obra/projetos e queda na competitividade.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter