e-Learning para treinar o varejo

Soluções de e-Learning podem beneficiar o setor até mesmo em tempos difíceis 

De acordo com o mais recente boletim do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), janeiro de 2016, o varejo restrito apontou queda real de -7,8%, atingindo o segundo pior resultado da série histórica na comparação anual. Cenário delicado, influenciado pelo momento de instabilidade que vive o Brasil e consequente insegurança do consumidor. 



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

O que o LMS pode fazer por sua empresa

Confira as vantagens do Learning Management System, quando bem-estruturado e totalmente integrado à estratégia de aprendizagem e desempenho

O Learning Management System ou LMS é a principal ferramenta de gerenciamento do aprendizado online. Ele permite fazer a gestão e a administração segmentada por portais e domínios; desenvolver comunicação multi-idiomas (português, espanhol e inglês); criar um portal de comunicação integrado e também múltiplos perfis de usuários (parametrizáveis); além de ser compatível com o padrão SCORM.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Melhores momentos do Prêmio Learning & Performance Brasil 2015/2016

O reconhecimento das melhores iniciativas do mercado relacionadas à gestão de alta performance

Aconteceu no dia 10 de agosto, no espaço de convenções do Renaissance São Paulo Hotel, mais uma edição do Prêmio Learning & Performance Brasil, que contou com a presença de presidentes, vice-presidentes e outros representantes de organizações privadas e públicas, nacionais e internacionais. 

Organizado pela MicroPower, o evento teve como objetivo promover e reconhecer as melhores práticas do mercado relacionadas à gestão de alta performance, gestão do capital humano, desenvolvimento de talentos, acessibilidade e aprendizado. 




Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

O uso de cores no e-Learning

Os tons que irão ajudá-lo a fisgar seus colaboradores

 

Não há dúvidas: as cores transformam qualquer material de treinamento, principalmente, no e-Learning. Elas influenciam nossas percepções, por isso podem facilitar a leitura, a compreensão de conceitos e até a retenção do conteúdo.

 

Cores quentes como vermelho e laranja estimulam e energizam nossos sentidos; enquanto cores frias, como azul e verde transmitem a sensação de serenidade, segurança e equilíbrio. Conhecer o impacto que essas cores podem provocar nos participantes de seus cursos, pode ser o segredo para fisgá-los de vez!

 

Leia mais...

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

UCA: Universidade Corporativa Ampliada

A UCA abrange processos de desempenho e princípios de gestão, por meio da gestão de metas e competências, permitindo às organizações otimizarem a forma como cuidam de seus talentos

Muito além de um espaço físico, a universidade corporativa é um espaço educacional gerenciado por uma empresa com o objetivo de desenvolver o time de colaboradores – funcionários, clientes e fornecedores. Sua função principal é justamente proporcionar a evolução de competências técnicas e comportamentais, bem como a aquisição de novas habilidades vinculadas às necessidades e estratégias do profissional e do negócio.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Meritocracia de verdade

Processos estruturados que vinculem a estratégia organizacional às operações diárias e contribuições do colaborador, bem como seus planos de carreira, devem ser considerados na estratégia de gestão do desempenho e meritocracia

Parece natural que as pessoas sejam promovidas de acordo com seus esforços e também com os resultados atingidos, mas nem sempre é isso que ocorre. Em algumas empresas, as promoções mais parecem um sonho distante, apenas para indicações ou para aqueles que acumulam anos na casa. Entretanto, para conquistar uma cultura de performance, cada vez mais organizações passam a investir em um modelo de negócio no qual a meritocracia ganha espaço.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Questões críticas na gestão do capital humano

Pesquisa realizada pela MicroPower em conjunto com o i4cp estará disponível a partir de 11 de maio na Biblioteca Learning & Performance Brasil

No próximo dia 11 de maio, o eBook com os resultados da pesquisa Questões críticas na gestão do capital humano já estará disponível para acesso na Biblioteca Learning & Performance Brasil. O estudo foi realizado durante março e abril de 2015, pela equipe de Soluções Consultivas da MicroPower em conjunto com os profissionais do i4cp e com apoio institucional e divulgação da ABRH – Nacional. 



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Três dicas para alavancar o e-Learning em sua empresa

Técnicas para criar uma cultura de aprendizado mais atrativa, engajadora e eficiente

Nossa memória é sábia. Ela registra detalhadamente tudo aquilo que precisamos usar no dia a dia. Assim, fatos, atividades e conhecimento são armazenados em nosso HD – o cérebro – e, quando precisamos, os resgatamos de forma tão rápida, que nem nos damos conta desse mecanismo extremamente avançado – e natural.

O que não é usado com frequência fica arquivado em “subpastas”. Justamente por isso que, muitas vezes, não nos lembramos de detalhes das aulas de História, daquele caminho que quase nunca fazemos ou até de alguma atividade exercida no passado.

Nesse sentido, reforça-se a ideia de que é preciso buscar técnicas para criar um e-Learning mais atrativo, engajador e eficiente para o time de colaboradores, provendo a esses aprendizes habilidades e conhecimentos para serem usados fora da sala de aula, ou seja, em cenários do mundo real. 





Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter
MicroPower | Aposte no uso de storyboard para aprimorar seu e-Learning

Aposte no uso de storyboard para aprimorar seu e-Learning

Com o storyboard como espelho de seu produto final, é possível fazer correções precisas no e-Learning, o que lhe poupará tempo e dinheiro

 

O primeiro storyboard foi criado nos estúdios de Walt Disney, no início da década de 1930, quando o animador Webb Smith desenhou cenas sequenciais em folhas separadas de papel e prendeu-as nas paredes de seu escritório.

 

Você provavelmente já viu algum exemplo dessa espécie de “organizador de ilustrações ou imagens”, no geral, utilizado para o planejamento visual de cenas, mas talvez não saiba como ele pode ser útil para orientar profissionais de e-Learning no desenvolvimento de seus cursos.

 

Toda estratégia de criação de e-Learning deve levar em conta um item básico e fundamental: uma base bem estruturada. O que isso significa? Se um curso for criado sem planejamento, pesquisa de público e de ferramentas (inclusive de design e interatividade), ele provavelmente não atingirá os resultados esperados. 

 

É aí que o storyboard entra em ação e influencia o curso como um todo, podendo não só ajudar no processo de ilustração de ideias, mas também oferecer experiências mais atrativas e visualmente ricas para o público.

 

Selecionamos cinco dicas para ajudá-lo a criar storyboards para seus cursos e-Learning. Tome nota, aplique-as e aprimore a comunicação visual de seus projetos!

 

Comece pelo templateselecione o template ideal para seu storyboard. Há inúmeros tipos, só é preciso avaliar aquele que você tem mais facilidade para usar.

 

Objetivos claros: antes de iniciar o projeto, tenha em mente o porquê do curso, a que público pretende atingir, quais são os resultados que devem ser “engatilhados” a partir do uso do material. Identifique exatamente o que seu colaborador precisa adquirir, para então levantar as informações que farão parte do curso e a melhor maneira de trabalhar com esses dados.

 

Conheça a audiência: a pesquisa é a chave para o sucesso de seu storyboard e, consequentemente, do e-Learning. Conduza pesquisas em grupo e entrevistas individuais para aprender o máximo possível sobre sua audiência, o que inclui, conhecer seu histórico educacional, cultural, conhecimento profissional e nível de experiência.

 

Crie uma sequência consistente para seu storyboarddefina os elementos de design mais apropriados, reúna o material de aprendizagem e todas as informações necessárias para compor o curso. Seu storyboard deve conter tudo esquematizado. Para tanto, quebre seu conteúdo em pedaços e módulos para representá-lo efetivamente; defina a sequência em que o conteúdo será apresentado ao público; pense na ordem dos tópicos ou unidades e nos títulos, bem como estratégias de call to action, se for o caso.  

 

Recursos multimídia: defina que imagens e gráficos, animações e vídeos de e-Learning estarão no e-Learning e inclua uma descrição analítica de cada um na parte correspondente de seu storyboard. Certifique-se de que há espaço em cada tela para elementos visuais e de áudio, tais como clips, narrações e cenários interativos. Insira o máximo de informações que puder em seu storyboard para que ele seja o espelho do produto final. Assim, você poderá fazer correções precisas no e-Learning, poupando tempo e dinheiro. Por exemplo, se precisa redirecionar o participante para a primeira tela do segundo módulo quando ele clicar em um botão, mencione essa informação em seu storyboard. Faça isso para cada atividade, avaliação e ícone da navegação em seu curso para que você não corra o risco de um fluxo de navegação desorganizado.

 

Referência: Portal e-Learning Industry


Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter
Loading