Virtual Vision para escolas públicas de todo o Brasil

Detalhes do acordo cooperação técnica firmado entre o Ministério da Educação e a MicroPower

Em 26 de agosto de 2015, foi publicado no Diário Oficial da União o extrato do acordo de cooperação técnica firmado entre o Ministério da Educação (MEC) e a MicroPower, que tem por objeto o licenciamento gratuito do programa Virtual Vision para as escolas públicas de Educação Básica que tenham implantado salas de recursos multifuncionais.

O acordo visa permitir que os estudantes com deficiência visual da rede de ensino pública possam utilizar com autonomia programas como Windows, Office, Internet Explorer, entre outros aplicativos, por meio da leitura de menus e telas a partir de um sintetizador de voz. 

Da educação ao mercado de trabalho

Segundo Daniel Musulin Soeltl, diretor de marketing da MicroPower, empresa desenvolvedora do Virtual Vision, um dos objetivos do acordo é que mais pessoas com deficiência visual capacitem-se no uso do computador, sendo preparadas desde a infância até a idade adulta. “O Virtual Vision acompanha o aluno da sala de aula ao mercado de trabalho”, completa.

O acordo de cooperação técnica entre o Ministério da Educação e a MicroPower apresenta como diretrizes:

Finalidade – Promover a inclusão escolar das pessoas com deficiência nas escolas públicas brasileiras; ampliar as condições de acessibilidade aos estudantes com deficiência das redes públicas de educação básica; favorecer a participação e a aprendizagem dos estudantes com deficiência potencializando sua autonomia e independência.

Meta – Disponibilizar, gratuitamente, até 20 mil licenças do Virtual Vision às escolas públicas com matrículas de estudantes com deficiência visual, vinculadas às Secretarias de Educação que aderirem ao acordo de cooperação técnica.

Benefício – Acessibilidade aos aplicativos do sistema operacional Windows, Office, Internet Explorer e demais aplicativos por meio da leitura dos menus e telas dos programas por intermédio de um sintetizador de voz.

Para aderir ao acordo, as Secretarias de Educação devem acionar o MEC pelo e-mail virtualvision@mec.gov.br:

Mais informações sobre o Virtual Vision em: www.virtualvision.com.br

Sobre a MicroPower 
Fundada em abril de 1994, a MicroPower é uma empresa brasileira, cuja a missão é contribuir com o sucesso de seus clientes provendo soluções consultivas e tecnológicas para a melhoria contínua dos processos de desenvolvimento de talentos na gestão de objetivos, desempenho, competências, aprendizagem e sucessão/carreira.

Entre as soluções voltadas para a gestão de talentos e treinamento oferecidas pela MicroPower estão: MicroPower Performa (plataforma abrangente para a gestão integrada ou individual dos processos de gestão de performance e desenvolvimento de talentos) e MicroPower Presence (tecnologia que permite a realização de diferentes tipos de eventos via internet ao vivo, com agilidade e elevado nível de colaboração entre os participantes). 

Reconhecida no mercado brasileiro de e-Learning e Performance não apenas como uma empresa líder em soluções consultivas e tecnológicas, mas também como um dos principais agentes de desenvolvimento desse mercado, a MicroPower é responsável por iniciativas como:

  • Congresso Learning & Performance Brasil: considerado o evento anual de Learning & Performance mais importante do país, o congresso conta com a participação de mais de 3.000 congressistas e palestrantes de expressão nacional e internacional.
  • Prêmio Learning & Performance Brasil: visa premiar anualmente as melhores implementações de e-Learning do país. A comissão julgadora do prêmio é composta por membros de diversas organizações com reconhecida participação na área de treinamento à distância.

Contribuição Social – A MicroPower tem sido a única empresa privada no Brasil a desenvolver e dar suporte às necessidades de pessoas com deficiência visual. Em janeiro de 1998, lançamos o Virtual Vision, um leitor de telas que permite às pessoas com deficiência visual acessar com autonomia o ambiente Windows – Word, Excel, PowerPoint, Access – e a Internet.

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter
Loading