Retrospectiva do blog MicroPower

Os posts mais acessados pelos leitores do blog MicroPower em 2015 e os temas que serão destaque em 2016

O começo do ano é sempre uma ótima oportunidade para avaliar tudo aquilo que aconteceu no ciclo anterior, nos últimos 365 dias. Ideias, ações e projetos: vale a pena observar o que deu certo, o que chamou a atenção do mercado, o que não teve tanta aceitação ou o que merece retoques e melhorias. 

No ano de 2015, “afiamos” a comunicação e desenvolvemos muitos conteúdos para o blog e as redes sociais da MicroPower. Chegamos a pessoas em todos os cantos do mundo e tivemos muitos feedbacks de nossos seguidores. Ao examinarmos acessos, curtidas, compartilhamentos, dúvidas e solicitações dos profissionais da área, conseguimos chegar aos temas mais procurados, isto é, que as pessoas mais têm interesse em conhecer detalhadamente.

Esperamos que nossos leitores continuem a acompanhar todas as novidades da MicroPower e a colaborar para fazer do blog cada vez mais um espaço para o compartilhamento do conhecimento. Por isso, neste ano, aguardamos mais comentários, interações e sugestões para poder desenvolver um conteúdo sob medida, de acordo com seus interesses e necessidades.

Gamification, e-Learning, retenção do conhecimento, social learning, pílulas de aprendizado: começamos 2016 divulgando todos esses assuntos – que ganharão novas abordagens e mais detalhamento ao longo do ano. Confira o que o mercado já faz e deseja fazer no campo do aprendizado e da gestão de performance. Boa leitura e um excelente 2016!

1 | A diferença entre a aprendizagem formal e a informal
A aprendizagem é um processo em que se adquirem novas competências e conhecimentos com o objetivo de melhorar o desempenho. Independentemente de acontecer no ambiente virtual ou em sala de aula física, a aprendizagem pode ser formal (quando a própria empresa determina o tipo de aprendizado a ser adotado pelas pessoas e o tempo da atividade) ou informal (modelo mais aberto, semi ou não estruturado, que pode até ser determinado e produzido pelo próprio colaborador). Saiba mais detalhes aqui.

2 | A diferença entre treinamento, ensino e aprendizagem
O treinamento se refere a uma mudança nas competências; já o ensino, a uma mudança no conhecimento; enquanto a aprendizagem é um processo em que se adquirem novas competências e conhecimento com o objetivo de se melhorar o desempenho. Confira essas e outras ideias extraídas do livro e-Learning no Brasil: retrospectiva, melhores práticas e tendências, de Francisco Antonio Soeltl, presidente da MicroPower e do Instituto Learning & Performance Brasil, pelo link.

3 | MicroPower Presence: ideal para promover eventos com muitas pessoas conectadas simultaneamente 
Você já reparou na crescente demanda por reuniões, palestras, apresentações e treinamentos no ambiente virtual? Entre os principais motivos para esse tipo de escolha destacam-se questões como: redução de custos, otimização de tempo e facilidade para integrar pessoas separadas por grandes distâncias geográficas. Com o uso da tecnologia correta, é possível participar de todos esses eventos via internet ao vivo. Quer saber como? Então conheça as funcionalidades do MicroPower Presence, a melhor solução para a sua empresa promover eventos com um grande número de pessoas conectadas simultaneamente, dentro de um ambiente coordenado. Clique aqui.

4 | O que os colaboradores esperam dos games
Por meio de ação imersiva, histórias convincentes e recursos gráficos vibrantes, jogos de tabuleiro, games 3D e outras ferramentas dinâmicas proporcionam aos colaboradores a possibilidade de testar suas atividades, habilidades e conhecimentos em ambientes seguros, que incluem o erro como parte do processo de aprendizagem. Mas o que os colaboradores esperam dos games? Feedback instantâneo às ações? Uma jornada pessoal? Tudo isso e mais um pouco. Confira no post.

5 | Como estimular a memória de longo prazo com e-Learning
Imagine um lago com folhas e galhos espalhados por sua profundidade. Quando mexemos na água em busca dos galhos que ficam no fundo, os que estão na superfície são mergulhados, mudando de posição. Mais ou menos dessa maneira, as memórias vão e vem quando precisamos delas. Algumas mais detalhadas conseguem chegar à superfície, outras ficam mergulhadas e são recuperadas por partes. Você pode criar estratégias para estimular a retenção e a recuperação das informações presentes em seus treinamentos entre os colaboradores. Saiba mais clicando aqui.

6 | e-Learning + tablet: como criar um material interessante e de fácil acesso
A tecnologia móvel promete revolucionar ainda mais a maneira como aprendemos e os profissionais de treinamento precisam estar de olhos bem abertos para o desenvolvimento de novos cursos capazes de serem acessados de qualquer tipo de dispositivo. Design responsivo, grandes ícones, tamanhos de imagens e fluxo de navegação: conheça os principais elementos considerados para a criação desse tipo de material de aprendizado. Acesse o link.

7 | Crie uma identidade para seus treinamentos
Fixar a identidade da marca no treinamento é mais uma forma de chamar a atenção dos colaboradores e engajá-los, comunicando a essência do negócio e criando uma conexão entre as atividades e os objetivos corporativos, as metas pessoais de seus colaboradores, o conhecimento e a comunicação geral. Entenda como criar essa imagem clicando aqui.

8 | As vantagens do microlearning
Também conhecidas como microlearning, as pílulas de conhecimento são a mais nova e efetiva maneira de capacitar os colaboradores. Complementares aos treinamentos formais, elas são disponibilizadas por smartphones, tablets e outros dispositivos, proporcionando aprendizado contínuo, flexibilidade, maior retenção do conhecimento, além de uma grande lista de outras vantagens. Confira as principais delas pelo link.

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter
Loading