O que seus colaboradores mais gostam nos games mobile

É preciso estar atento aos interesses da audiência para compreender a melhor forma de transmitir os conhecimentos

Os dispositivos móveis são cada vez mais utilizados pelas empresas como “veículos” para o aprendizado, fornecendo de uma maneira flexível, dinâmica e prazerosa ao colaborador conteúdos relacionados ao seu universo corporativo. Quando somados aos jogos – e lembramos que a maior parte das pessoas já está acostumada a jogar por meio de dispositivos móveis –, tornam o processo de aprendizagem muito mais prático e divertido.

Os smartphones e tablets possibilitam aos usuários acesso à aprendizagem, independentemente do tempo e localização. Enquanto os jogos permitem que os colaboradores testem habilidades e conhecimentos de maneira segura e com ação imersiva. Em rede, ainda é possível que todos aprendam de forma colaborativa em grupo e tais aspectos (flexibilidade, social learning e praticidade) merecem atenção de instrutores e desenvolvedores de e-Learning para que consigam compreender a melhor maneira de transmitir o conhecimento, ou seja, como fazer treinamentos mais interessantes e efetivos para o aprendizado. 

Selecionamos outros pontos importantes. Confira!

  • O próprio ambiente de jogo é um dos fatores que determinam o sucesso de um treinamento. Se ele for interessante visualmente e se apresentar desafios apropriados ao público-alvo, o jogo instrucional provavelmente terá sucesso na plataforma móvel. Mas layout e funcionalidades devem estar adaptados à realidade e necessidade do usuário.

  • É preciso envolver e entreter a audiência. No entanto, um jogo não pode ser apenas divertido. Ele deve ter como foco a aprendizagem: transmitir conceitos, ensinar novas habilidades, proporcionar oportunidades para a prática e fornecer feedback sobre o desempenho. São essas as expectativas que o seu colaborador tem em relação a um game apresentado como ferramenta de aprendizado no ambiente corporativo. 

  • O jogo é um poderoso meio de aprendizagem colaborativa. Lembramos que ferramentas colaborativas construídas dentro dos jogos (como uma seção de comentários) podem ser um terreno fértil para compartilhamento de ideias e discussões de aprendizado. Ele também pode proporcionar dicas úteis para os desenvolvedores que desejam entender o que funciona melhor para a audiência e alinhar o conteúdo de aprendizagem de acordo com as preferências dos usuários.

Referência: Portal eLearning Industry

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter
Loading