Feedback como ferramenta para alcançar resultados

Todos nós precisamos de pessoas que nos deem feedback. É assim que melhoramos. Sim, de fato é isso que todos esperam em qualquer situação.  Imagine um colaborador que nunca tenha recebido feedback para qualquer uma de suas ações dentro do ambiente de trabalho. Sendo assim, ele não sabe, de fato, se suas tarefas estão sendo desenvolvidas da melhor forma possível. Será que não esteja ai a solução para um desenvolvimento positivo? 
 
Esse parece ser um caminho fácil, simples e viável para a melhoria, não é? Em um ambiente de e-Learning, é natural ouvir sobre a importância de dar e receber feedback e como isso auxilia para que o colaborar aprenda com seus erros e, assim, ter sucesso em reter as informações que são oferecidas. 

No entanto, na maioria das vezes, parece que temos dificuldade em transformar a teoria em ação. É preciso apagar a imagem do feedback como algo negativo ou incômodo. Mas, para isso, é preciso se planejar, ou obter, por meio de soluções tecnológicas, formas de “acompanhar” o dia- a- dia do colaborador como, por exemplo, contar com o Diário de desempenho para o registro de atividades de apoio para a análise de performance, uma das funcionalidades do MicroPower Performa.  

Falamos muito sobre a importância de dar feedback, mas realmente fazemos isso com frequencia? Será que realmente as corporações encontram as melhores formas possíveis para oferecer aos alunos a opinião honesta sobre o seu progresso? Em experiências de aprendizagem perfeita as pessoas aprendem tanto com suas falhas, como com seus sucessos.
Para facilitar o uso desta “ferramenta” de aprendizado e desenvolvimento, listamos alguns passos para que seja inserido na rotina de uma corporação: 

Feedback no tempo certo
  • Feedback deve ser um processo constante
  • Não espere passar 12 meses para dar um feedback
  • Dê feedback sempre que necessário
  • Se tiver algum problema, por exemplo, o feedback deve ser dado no momento certo, que é logo após o fato gerador

Locais e logística 
  • Procure um lugar reservado
  • Fale individualmente
  • Não exponha a pessoa em público
  • Tenha tempo suficiente reservado em sua agenda para a conversa que pretende ter
  • Não é adequado sair no meio de uma reunião de feedback para tratar de outros assuntos. Isso dá a impressão que a pessoa não é importante.

Foco no assunto
  • Não deixe a pessoa confusa com muitos assuntos, sem foco;
  • Não se estenda demais;
  • Explique por que o assunto é importante;
  • Seja simples.

Fatos, não opiniões
  • O feedback é dado sempre sobre um determinado comportamento da pessoa;
  • No feedback não deve expressar opiniões ou julgamentos do tipo “todo mundo diz que você é muito agressivo”. Por isso a importância de ferramentas que auxiliam no treinamento e desenvolvimento do colaborador. 

Pontos positivos
  • Comece e termine a reunião pelos pontos positivos;
  • Reforce pontos fortes de quem está recebendo o feedback. É uma técnica que traz “segurança emocional” e facilita o entendimento do que precisa ser desenvolvido;
  • Só começar pelos pontos positivos, você desarma mais facilmente barreiras que a pessoa possa ter em conversar sobre assuntos mais difíceis
  • Se feito de maneira verdadeira, falar os pontos positivos, cria um ambiente positivo e favorável para ouvir a mensagem. 

Veja abaixo o vídeo do nosso módulo de Gestão de Desempenho e como nossas soluções podem ajudar no desenvolvimento de sua equipe: 

Veja também:

Para mais informações sobre o MicroPower Performa e suas funcionalidades, entre em contato com nossos especialistas. 

Referência : Desenvolvimento Acelerado de Talentos nas Organizações de Alta Performance  5ª Edição – 2015 e eLearning Industry
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter
Loading