Agora é a hora! Copa do Mundo, Eleições e Manifestações



Mais uma Copa do Mundo se aproxima e, como de costume, as empresas planejam mudar suas rotinas de trabalho para que seus colaboradores possam assistir aos jogos da seleção brasileira no torneio. 

Tudo deveria seguir o mesmo roteiro das últimas Copas, com a liberação das equipes duas ou três horas antes das partidas, se os jogos não fossem no Brasil e, principalmente em ano de eleições, quando alguns grupos incitam a organização de manifestações e greves para atrapalhar o País quando todos nós precisamos que tudo funcione bem. É mais uma variável que nossos departamentos de Recursos Humanos devem levar em conta antes de estabelecer as políticas de compensação para os dias de jogos.

Acreditamos que todos queremos que nosso time seja vitorioso novamente. Apesar de tudo, deixar de torcer para o Brasil por não aceitar a situação política e econômica por que o País está passando não vai ajudar a melhorar a percepção de que somos uma única nação e que somos capazes de trabalhar por um futuro melhor, mostrando para o mundo durante a organização desse evento que nós, povo brasileiro, podemos fazer a diferença e organizar a melhor Copa de todos os tempos, mesmo no cenário de consolidação da democracia pelo qual estamos passando.

Vamos todos torcer para nosso time ser Hexacampeão, driblar as manifestações, aproveitar a festa e registrar o nosso descontentamento nas urnas. 

Se todos pensarmos dessa forma, festejaremos muito, e duas vezes no mesmo ano.

Vai Brasil!
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter
Loading