Mudança de carreira

Planejamento financeiro, capacitação e uma forte rede de contatos são essenciais para o sucesso

Se trocar de empresa já gera ansiedade e insegurança, imagine trocar de área. Depois de passar por treinamentos, pelo processo prático de erros e acertos e consolidar uma carreira, a ideia de entrar em um cenário diferente e recomeçar, de fato, pode assustar. Mas, hoje, as pessoas não querem atuar com aquilo que não as motiva ou não oferece mais desafios. Além disso, todos mudam com o tempo e descobrem novas prioridades.

No entanto, antes de tomar qualquer decisão, o profissional deve pesquisar muito e preparar-se, inclusive, financeiramente. Capacitação e uma boa rede de contatos também são fatores essenciais nesse processo de transição. Confira mais algumas dicas, não perca tempo e mãos à obra!

PESQUISA
A primeira etapa dessa empreitada deve ser de muita pesquisa. Além de leituras relacionadas ao setor e a profissão escolhida, converse com especialistas para saber como está o mercado, entender as principais atividades da profissão, bem como os grandes desafios, as burocracias e as atividades rotineiras. Conheça os aspectos positivos e, principalmente, negativos (as limitações). Além disso, avalie se possui perfil, competências necessárias para o novo tipo de atividade.

CURSOS
Uma mudança de área requer especialização, isto é, formação complementar – cursos técnicos e/ou pós-graduação. Além do conhecimento, nesses locais você encontrará muitos contatos da área e poderá construir um networking essencial para os passos seguintes. 

PLANEJAMENTO FINANCEIRO
O ideal é que você mantenha sua função até conseguir uma posição estável na nova área. Caso isso não seja possível, faça uma reserva para conseguir arcar com estudos e contas no período sem remuneração fixa. Aceitar cargos inferiores pode ser uma boa oportunidade para iniciar a nova carreira, o que, mais uma vez, justifica o planejamento financeiro.

RECONHEÇA SEUS VALORES
Reflita sobre seu perfil e todos os diferenciais competitivos que podem ser destacados durante as entrevistas com selecionadores. O autoconhecimento contará pontos e o ajudará a garantir uma vaga.  
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+
Os comentários estão fechados