MicroPower participa da palestra “A Transformação Digital e seus reflexos na Produtividade das Pessoas, na Competitividade dos Negócios, e na Sociedade”

Na terça-feira,05/06, a MicroPower, representada por Francisco Antonio Soeltl e Alexandre Campeão, participou da palestra “A Transformação Digital e seus reflexos na Produtividade das Pessoas, na Competitividade dos Negócios, e na Sociedade”.
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+

Saiba como implementar processos para garantir o desempenho de sua equipe

Saiba como implementar processos para garantir o desempenho de sua equipe
Uma organização é feita de Pessoas. Saber gerenciá-las e desenvolver o seu melhor é fundamental para o sucesso do negócio
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+

A Transformação Digital e seus reflexos na Produtividade das Pessoas, na Competitividade dos Negócios, e na Sociedade

Por que participar:

Neste encontro os participantes poderão interagir sobre o tema com os palestrantes e demais participantes, e refletirem sobre como empoderar as Pessoas para potencializar os Resultados de seus Negócios:

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+

17º Prêmio Learning & Performance Brasil: saiba como participar

As inscrições para a edição 2018/2019 foram prorrogadas até o dia 30 de maio
As inscrições para a edição 2018/2019 foram prorrogadas até o dia 30 de maio
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+

4 razões para sua organização adotar a aprendizagem móvel

4 razões para sua organização adotar a aprendizagem móvel
Saiba como tornar o processo de aprendizagem mais flexível aos colaboradores
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+

Inscrições para o Prêmio Learning & Performance Brasil seguem até 20/05

Inscrições para o Prêmio Learning & Performance Brasil seguem até 20/05
17º edição acontece na noite de 27 de agosto, no Hotel Renaissance, em São Paulo
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+

Paula Bellizia será homenageada Patronesse do 17º Prêmio Learning & Performance Brasil

Paula Bellizia será homenageada Patronesse do 17º Prêmio Learning & Performance Brasil
Paula Bellizia, Presidente da Microsoft Brasil, será a Patronesse do 17º Prêmio Learning & Performance Brasil, em 27 de agosto próximo
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+

2ª fase: vote na MicroPower para o Prêmio Top of Mind de RH

2ª fase: vote na MicroPower para o Prêmio Top of Mind de RH
O prêmio agora está em sua segunda fase de votação, que se estende até o dia 05 de outubro
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+

e-Learning: 6 dicas para atrair seus colaboradores

e-Learning: 6 dicas para atrair seus colaboradores
O processo para a implementação e gestão do e-Learning requer uma série de ações
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+

MicroPower celebra 24 anos

MicroPower celebra 24 anos
Uma história de vitórias, reconhecimento e, acima de tudo, excelência no desenvolvimento de soluções tecnológicas e de comprometimento com Clientes e aliados
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+
MicroPower | Sabotadores de carreira

Sabotadores de carreira

Comportamentos que podem acabar com sua carreira: fuja deles!

O sucesso de uma carreira depende de diversos fatores, alguns deles (ou a maior parte deles) vindos do próprio profissional. Estar preparado tecnicamente é um bom exemplo. Quem sai da faculdade e não se especializa, não busca novas formas e áreas de aprendizado, acaba ficando para trás. O conhecimento precisa ser reciclado e, para isso, é muito importante estar em movimento, em contato com pessoas do meio acadêmico e do mercado, trocando informações e tendo acesso a novidades. 

O campo comportamental também exige muita atenção. De nada adianta o melhor currículo, se o candidato não tem espírito de equipe, é egocêntrico ou, até o oposto, por insegurança tem receio de se mostrar e inovar em seus projetos. “Mas eu não sou assim”, você pode estar pensando. Tem certeza? 

Repense algumas situações em sua rotina como se fosse uma terceira pessoa, apenas um observador desarmado. Deve haver momentos em que nem você consegue se reconhecer. Isso porque todos carregamos características boas e ruins. A diferença é que, dependendo do contexto, algumas se sobressaem a outras. Por isso, é preciso trabalhar a inteligência emocional e estimular os comportamentos mais valorizados pelo mercado, por exemplo, a habilidade de adaptação e de inovação. 

Selecionamos alguns comportamentos sabotadores de carreira. Observe se ultimamente eles têm feito parte de sua rotina. Se sim, livre-se deles imediatamente!

Tornar-se extremamente crítico
A autocrítica é importante para rever atos, necessidades, sentimentos e reações. Mas em excesso pode funcionar como um verdadeiro veneno para o indivíduo, podando-o. Ela faz com que o profissional enxergue seus defeitos maiores do que realmente são, gerando insegurança e ansiedade. Aceitar que temos limitações é importante, inclusive, para fazer alianças com pessoas que tenham habilidades complementares às nossas. 

Quando o oposto ocorre também pode acabar com as relações no trabalho. Aquele profissional que se acha perfeito e sempre enxerga problemas nos outros, no geral, não aceita colaborações ou opiniões e com o tempo acaba por isolar-se, perdendo parceiros e apoiadores.

Buscar a perfeição
É natural querer executar um trabalho da melhor forma, tentar prever riscos, mitigar problemas, pensar nos variados tipos de soluções e melhores aplicações para uma ideia, mas é impossível fazer um trabalho perfeito. A busca pela perfeição, pela organização ao extremo ou por antever questões impossíveis de serem previstas faz com que a pessoa gaste energia em vão e pode até levá-la a um colapso, portanto, fique atento!

Deixar para depois e depois e depois
Preguiça, medo de desafios, falta de vontade de envolver-se com tarefas mais burocráticas, um profissional pode procrastinar por inúmeros motivos, o que não falta é gatilho para esse tipo de comportamento. A questão é que não se pode fugir das obrigações. O profissional que “empurra o trabalho com a barriga”, demonstra falta de comprometimento, de senso de urgência e também de proatividade. 

Não aceitar mudanças
O profissional que tem dificuldade de adaptação não sobrevive muito tempo no mercado atual, extremamente dinâmico, ou simplesmente conforma-se com a estagnação em uma posição qualquer. Por isso, é fundamental estar aberto a mudanças (de função, área, mercado). Somente assim será possível abraçar novos desafios e alavancar sua carreira.
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+
Os comentários estão fechados