Conheça as organizações e projetos premiados em 2017

A última edição do Prêmio Learning & Performance Brasil contou com empresas de diferentes segmentos
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+

MicroPower realiza treinamento do Performa na Rede Conecta em Fortaleza – CE


Da esq.para dir., Vítor Augusto Paulin, Natally Ayde, Cláudia Brandão, Denilson Maciel, Flávia Catherine, Thaís Santos, Talita Pedrosa e Aline Oriá.

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+

Protagonista do próprio aprendizado

Novas tecnologias exigem novas formas de aprender e ensinar
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+

Conteúdos educacionais em formato digital

Saiba como atrair sua equipe para temas complexos em formatos engajadores 
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+

Avaliação de Desempenho em tempo real

Saiba como acompanhar e avaliar corretamente seu colaborador identificando também as ações necessárias para o seu desempenho
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+

Vote na MicroPower para o Prêmio Top of Mind de RH 2018

O Prêmio reconhece os fornecedores de produtos e serviços para RH que desenvolvem ações e práticas relevantes 
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+

Por meio do MicroPower Performa, a CI investe em capacitação e treinamento para colaboradores e franqueados

Fundada há 29 anos, a CI é uma das maiores empresas de intercâmbio e turismo jovem do País. Possui mais de 100 unidades no Brasil e no exterior e mais de 700 colaboradores. Já embarcou mais de 700.000 pessoas para conhecer o mundo, em viagens que unem estudo, trabalho e lazer. A CI oferece diversas opções de intercâmbio para vivência internacional, como cursos de idiomas em mais de 32 países, high school, programas de au pair, estágios e trabalhos remunerados, cursos profissionalizantes e de extensão universitária, entre outras. Para a CI, o sucesso dos negócios depende, também, da capacitação dos colaboradores que lidam com os clientes e transmitem os valores da companhia. Por esse motivo, a Academia CI, por meio do MicroPower Performa, se renova com o intuito de elevar a performance das equipes de vendas, aumentando o engajamento e a retenção do conhecimento através de recursos avançados. 
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+

Gamification: como funciona essa estratégia nas organizações?

Gamification como estratégia de treinamento
Saiba como motivar e reconhecer seu time para obter os melhores resultados em sua organização
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+

Microlearning: o presente e o futuro dos treinamentos

Microlearning: o presente e o futuro dos treinamentos
Cada vez mais mencionado dentro das estratégias de treinamento corporativo, o MicroLearning é a maneira rápida e eficaz para capacitar os colaboradores e transmitir conhecimento. Ele consiste em desenvolver e entregar o objeto educacional de curta duração.  
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+

Inscrições abertas para o Prêmio Learning & Performance Brasil 2018/2019

As organizações podem inscrever seus projetos até o dia 20 de maio
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+
MicroPower | Fatores determinantes para o sucesso de comunidades do aprendizado

Fatores determinantes para o sucesso de comunidades do aprendizado

Não basta que as pessoas depositem conteúdos online. Elas precisam participar ativamente, disponibilizando conhecimento e tempo para gerar valor

As comunidades do aprendizado, também conhecidas como comunidades do conhecimento, funcionam como uma rede voltada à alta performance das organizações. Conforme destacamos no post Comunidades do Aprendizado, elas proporcionam o intercâmbio de informações e ajudam no processo de retenção de conhecimento e aplicação efetiva no negócio. 

No entanto, o sucesso dessas comunidades não acontece da noite para o dia. Isso porque não basta que as pessoas depositem conteúdos em uma plataforma online. Elas precisam participar ativamente, disponibilizando conhecimento e tempo para gerar valor. 

Selecionamos cinco fatores críticos de sucesso citados por Marc J. Rosenberg na obra Além do e-Learning, abordagens e tecnologias para a melhoria do conhecimento, do aprendizado e do desempenho organizacional. Confira se a comunidade de aprendizado de sua empresa caminha na direção correta.

Identificação entre pares
É importante agrupar participantes de acordo com seus interesses ou necessidades comuns, pois isso reforça os laços para que os membros comecem a compartilhar e aprender.

Valor de conteúdo
O conteúdo deve ser relevante e focado nas necessidades dos participantes para que eles consigam aproveitá-lo e aplicá-lo com efetividade no negócio. Não adianta expor a especialistas altamente capacitados informações básicas a respeito de determinado processo. Afinal, eles não terão interesse em acompanhar algo que já sabem de cor; o mesmo vale para iniciantes, que não acompanharão conteúdos mais avançados, podendo, assim, perder o interesse na comunidade.

Incentivos
Para estimular a participação dos colaboradores, é importante oferecer gratificações, isto é, fazer com que seus colaboradores se sintam recompensados por compartilharem o que sabem. Além de um conteúdo realmente valioso e aplicável ao negócio, crie também programas de reconhecimento.

Só benefícios
Certifique-se de que a comunidade não toma muito tempo dos colaboradores participantes e não compete com suas atividades profissionais. Como reforça Rosenberg, “se os participantes são penalizados por passar tempo em uma comunidade, especialmente, se perceberem que ela meramente soma às suas cargas de trabalho já pesadas, eles irão abandoná-la e jamais retornarão”. Ainda é importante oferecer infraestrutura para apoiar a participação – internet, acesso à plataforma, facilidade de navegação, entre outros fatores.

Exclusividade
Mesmo com muitas comunidades abertas, a ideia de exclusividade, em certas circunstâncias, pode ser muito estimuladora. Quando um participante sente que foi convidado ou que teve sua participação aprovada para entrar em algum grupo, ele encara a “permissão” como uma forma de reconhecimento. 

Referência: Além do e-Learning, abordagens e tecnologias para a melhoria do conhecimento, do aprendizado e do desempenho organizacional, de Marc J. Rosenberg.
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+
Os comentários estão fechados