Ferramentas de suporte ao desempenho

Coaching e mentoring apoiam as pessoas na construção e no fortalecimento de suas habilidades

O desenvolvimento profissional requer uma série de esforços que vão desde investimentos em qualificação técnica até desenvolvimento comportamental. Mas o profissional não está sozinho nessa jornada pelo aperfeiçoamento. 

As empresas inteligentes sabem que terão mais sucesso e retorno à medida que investirem em seus talentos. Assim, elas já preveem em sua estratégia de aprendizado e desempenho, o trabalho de duas ferramentas essenciais de suporte: coaching e mentoring. Confira mais detalhes a respeito de como esses métodos auxiliam a construção de uma organização de alta performance!

coaching é um processo que acelera resultados. As sessões trabalham metas e objetivos em um processo de evolução constante. A pessoa é orientada de forma que consiga identificar suas habilidades e direcionar seus principais talentos para ações que agreguem mais resultados. Diferente de um mentor, um coach (profissional responsável por conduzir o processo de coaching) não precisa ter experiência na área de atuação do coachee (cliente); ele também não fornece orientações de carreira, mas o auxilia no processo de autoconhecimento com perguntas precisas, fazendo com que o profissional tenha maior consciência de seus valores e interesses.

Já o mentoring é realizado por um profissional mais experiente, que compartilha com outros profissionais seus conhecimentos como orientador e conselheiro para o desenvolvimento de suas carreiras. A evolução vai sendo vivida sem tempo determinado, como no caso do coaching, isto é, não há um tempo definido para que o processo mentoring seja finalizado. 

Em treinamentos formais, é bastante comum haver o apoio de um tutor. Mark J. Rosenberg inclusive propõe a adoção de coaching e mentoring durante todo o tempo de trabalho, é o que aponta o livro e-Learning no Brasil: retrospectiva, melhores práticas e tendências, de Francisco Antonio Soeltl, presidente da MicroPower e do Instituto Learning & Performance Brasil.

Para Augusto Gaspar, diretor de soluções consultivas da MicroPower, a prática de coaching e mentoring pós-treinamento apoia as pessoas na construção das habilidades e dos conhecimentos requeridos para executar as novas atividades, incutindo a motivação para aprender e buscar seu desenvolvimento. “O mentor, com sua orientação técnica e experiência, e o coach, com seus instrumentos para melhoria de desempenho e descoberta da potencialidade individual, podem fazer muita diferença no aprendizado e na velocidade com que os novos conhecimentos e habilidades são aplicados em toda a sua extensão”, explica. “Para que o aprendizado reflita efetivamente e positivamente no desempenho, é importante termos uma visão integral, entendendo que ele não se limita a um ou outro evento, e sim ocorre durante todo o tempo”, conclui.

Uma organização que investe em ações de coaching e mentoring consegue manter o desenvolvimento de sua equipe, bem como o engajamento e, consequentemente, os melhores resultados; e conforme afirmam os principais especialistas da área de treinamento e desenvolvimento, o uso dessas ferramentas depende do fator humano, mas pode ser facilitado por suporte tecnológico. 

MicroPower Performa, solução desenvolvida pela MicroPower, apresenta funcionalidades completas para a criação de ciclos de avaliação de desempenho individual e/ou coletiva, tendo como base competências organizacionais e/ou funcionais e metas. Utilizando o módulo de competências do MicroPower Performa, é possível agrupar competências e habilidades por função, definindo níveis de proficiência requeridos para a análise de desempenho de um indivíduo. Para saber mais detalhes, entre em contato conosco!

Referência: e-Learning no Brasil: retrospectiva, melhores práticas e tendências, de Francisco Antonio Soeltl.

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+
Os comentários estão fechados