Como trabalhar a participação coletiva no e-Learning

Como facilitador do processo de aprendizado, você deve fazer com que seu time aprenda contribuindo

 

Uma das grandes vantagens do e-Learning é a oportunidade de participação que a modalidade oferece aos colaboradores. Já tratamos anteriormente do tema no post Como tornar o e-Learning colaborativo e, hoje, vamos reforçar a ideia por meio de ações que os instrutores ou facilitadores online podem trabalhar para estimular a coletividade e, consequentemente, a retenção do conhecimento. Confira!

 

Crie um ambiente propício para a colaboração: o objetivo principal de um facilitador do e-Learning deve ser tornar o ambiente de aprendizado mais acolhedor, isto é, propício para a participação ativa dos colaboradores. Qual a melhor maneira? Ao propor temas e discussões, seu tom deve ser descontraído, engajador e informativo. Não hesite em usar humor, quando apropriado, ou transmitir suas próprias experiências pessoais. Os alunos precisam sentir-se próximos e confiantes para participar (fazer perguntas, compartilhar experiências e colaborar) sem receio de serem julgados ou ridicularizados.

 

Faça perguntas para envolver os participantes: em vez de propor palestras ou atividades para os colaboradores completarem por conta própria, tente criar um curso que esteja voltado para promover a integração do time. Discussões coletivas e interativas são uma excelente estratégia. Envolva a audiência com perguntas relacionadas ao tema proposto pelo curso, de modo que ela seja obrigada a se aprofundar no assunto por conta própria, com pesquisas, leituras e muito diálogo. Essa postura também permitirá que você descubra mais sobre sua equipe, como ela aprende e o que a motiva. Isso não só ajudará a construir uma conexão entre você e seus colaboradores, mas também permitirá a personalização de materiais e estratégias de e-Learning para obter melhores resultados.

 

Mantenha o foco do grupo: como em toda conversa, pode haver situações em que os participantes acabem perdendo de vista o tema central do curso em meio a tantas ideias e argumentos. Como um facilitador do e-Learning, é seu trabalho retomar o ponto principal da discussão, por meio de perguntas e observações. Mas vale lembrar que isso não significa tendenciar ou manipular a discussão, mas, simplesmente, retomar o foco do treinamento de maneira que os participantes possam reforçar  o conhecimento e descobrir como aplicá-lo em suas rotinas.

 

Referência: Portal e-Learning Industry


Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter
Loading