e-Learning: elimine o blá blá blá

Técnicas para reduzir o discurso prolixo em treinamentos online

Quem nunca leu um texto imenso, olhou para o material e resumiu tudo em duas frases básicas ou, pior, dormiu? Basear-se em um discurso prolixo para produzir seu material de treinamento online, o famoso “encher linguiça”, é um dos piores inimigos do e-Learning. Isso só dificulta a análise e faz com que o leitor perca o foco. 

A tendência dos profissionais de criação de e-Learning é tentar explicar ao máximo os conteúdos; encher o material com exemplos e explicações para facilitar a compreensão do colaborador. Mas o que poucos entendem é que ir direto ao ponto gera muito mais interesse e, consequentemente, aprendizado. 

Quer saber mais? Confira as dicas que selecionamos para ajudá-lo a cortar tudo o que for desnecessário de seu conteúdo.

Em vez de termos específicos, use termos simples (de fácil compreensão, mas que tenham o mesmo sentido). Tente traduzir toda a informação técnica para termos simples. Mastigue o conteúdo, afinal, ele compete com muitas outras distrações pela atenção de seus colaboradores. 

Em vez de sentenças muito longas, opte pelas curtas (que facilitem o fluxo de leitura). As sentenças longas fazem com que o leitor facilmente perca o foco. Usar muitas palavras a mais para dizer a mesma coisa é maçante e acaba fazendo com que a informação essencial se perca.

Em vez de florear, vá direto ao ponto. Não importa o quão tentado você se sinta em enfatizar o discurso com palavras pomposas, não faça. Elimine qualquer coisa que não agregue valor ao conteúdo, como muitos adjetivos, advérbios, preposições, repetições e palavras sofisticadas. Leia atentamente cada frase (até mesmo em voz alta) e deixe apenas o que realmente for necessário para a compreensão.

Em vez de voz passiva, opte por voz ativa. A voz passiva – por exemplo: “O atendimento será iniciado às 19h” – quebra o fluxo natural da frase, deixando-a longa e cansativa. Simplifique: "O atendimento começa às 19h".

Em vez de grandes blocos de parágrafos, aposte nos curtos e espaçados. Quebre o curso em pequenos parágrafos (de três a seis linhas) para facilitar a leitura. Hierarquize os conceitos do material, divida o conteúdo entre informações primárias e secundárias e use telas diferentes para cada tópico com imagens, listas, call to action, simulações e multimídia. Uma estratégia interessante é o uso de bullets para apresentar informações importantes e decisivas ou um conjunto de instruções.

Referência: SHIFT eLearning Blog

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter
Loading