Por que eles desistem?

Conheça os problemas enfrentados pelos participantes de treinamentos online

A flexibilidade oferecida pelo e-Learning é definitivamente um grande atrativo. O fato de o colaborador poder estudar no momento e no local mais oportunos, sem preocupar-se com o acúmulo das atividades diárias ou com o tempo que poderia estar com a família, conquista cada vez mais seguidores.

No entanto, muitos deles encontram dificuldades para completar seus cursos. Que tipo de problemas são esses? Destacamos três deles para que você confira e tente preveni-los. Tome nota!

Falta de automotivação: alguns colaboradores precisam ser “puxados” por um instrutor ou colega para concluir atividades. Falta de iniciativa, de habilidade para lidar com tecnologias e problemas de disciplina são alguns dos motivos para as desistências. Por isso, é importante compreender para qual tipo de colaborador você direcionará seu conteúdo, o que o motiva a aprender o conteúdo por conta própria e o que dificulta sua participação. Assim, busque implementar em seus treinamentos aquilo que mais instiga seu time – de técnicas de jogos a produção de apostilas e vídeos.

Problemas técnicos: muitos colaboradores não possuem uma boa conexão de internet fora do local de trabalho, o que é extremamente necessário para o acompanhamento dos cursos online, participação em fóruns etc. Além disso, monitores antigos tornam mais complicado acompanhar o conteúdo (não destacam cores, dificultam a leitura). Prever todas essas questões (ou estudar os cenários para que esse tipo de problema seja contornado) também faz parte do trabalho dos profissionais responsáveis por treinamento. Entenda exatamente que tipo de tecnologia suporta a necessidade de seus colaboradores, por onde eles acessam o material, quais são as condições de acesso e depois crie o material apropriado. 

Resistência à mudança: migrar da sala de aula tradicional com instrutores para uma sala virtual, fóruns e comunidades virtuais pode ser uma experiência e tanto para alguns colaboradores. Alguns ficarão extremamente empolgados com a ideia, já outros recuarão assustados. Por isso, a área de treinamento precisa estar atenta para dar o suporte necessário a todo o time. É preciso tempo e muita orientação, como envio de material de apoio para uso de plataformas, treinamentos em sala de aula e estímulo de troca de ideias com líderes e pares, para ajudá-los a fazer a transição natural de um meio para outro.

Referência: Portal e-Learning Industry

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+
Os comentários estão fechados