Como definir objetivos de aprendizagem

Até o final deste post, você será capaz de definir objetivos de aprendizagem

Mas, o que são objetivos de aprendizagem? Resumidamente, promessas de aprendizagem. Eles informam ao público-alvo o que poderá ser aprendido ao término de uma formação.

Eles são importantes por várias razões. Em primeiro lugar, possibilitam que os alunos decidam por fazer ou não o curso em questão. Em segundo lugar, optando por fazê-lo, os objetivos de aprendizagem funcionam como um roadmap. Ao comparar seu progresso com a lista de objetivos, os alunos terão uma ideia geral de quanto conteúdo ainda resta para finalizar o curso. 

Por fim, os objetivos de aprendizagem ajudam a manter o conteúdo direcionado e focado durante a sua concepção/produção. Tudo, incluindo avaliações, deve amarrar um ou mais dos objetivos de aprendizagem. Se algum conteúdo não estiver se enquadrando, deve-se revisar os objetivos definidos.

Para criá-los, basta seguir uma sequência de três passos:

  1. Identificar o período de tempo e público-alvo
  2. Usar um verbo de ação
  3. Descrever a tarefa específica que o aluno terá que realizar

Exemplo: Até o final deste post, você será capaz de definir objetivos de aprendizagem, reconhecer por que eles são importantes e criá-los. Isso é um objetivo de aprendizado! Ok, são três objetivos de aprendizado em um só. Vamos simplificar:


O verbo de ação é crucial. Ele precisa fornecer uma maneira mensurável de determinar se o aluno cumpriu com sucesso ou não o objetivo de aprendizagem. Você pode usar uma lista de verbos (taxonomia de bloom) para ajudá-lo a encontrar verbos de ação adequados.

Dica: palavras como "conhecer" e "entender" não devem ser usadas, pois não dão o aluno uma visão clara do que eles precisam fazer e, como resultado, são difíceis de medir.

Para finalizar, compartilho um link para "automatizar" a tarefa de definir objetivos. Ele utiliza uma sequência diferente de elaboração da apresentada aqui, mas não altera o resultado final desejado. Até a próxima!

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+
Os comentários estão fechados
MicroPower | Desenvolvendo projetos de e-Learning com design responsivo

Desenvolvendo projetos de e-Learning com design responsivo

Responsividade: otimizando o acesso ao material, os instrutores de treinamento conseguem mais adesão da audiência e, ainda, facilitam o acompanhamento e a retenção do conteúdo

Você já observou certa diferença na apresentação de um conteúdo quando acessado de um computador tradicional e um smartphone, como se o material aparecesse de forma reorganizada na tela de cada um deles, para facilitar a leitura e até a interação? De maneira simplificada, isso é design responsivo, técnica de criar páginas para web que se adaptem a diferentes soluções, telas, dispositivos (sem precisar criar páginas específicas para cada situação). 

Responsividade é a palavra de ordem entre web designers, desenvolvedores de sites e criadores de conteúdo. Portanto, está mais do que na hora dos profissionais responsáveis por treinamento conhecerem um pouco mais sobre o tema. Por quê? Pois os colaboradores acessam seus conteúdos pelos mais diversos tipos de dispositivos. Otimizando o acesso ao material, os instrutores conseguem mais adesão da audiência e, melhor, facilitam o acompanhamento e a retenção do conteúdo.

Para ajudá-lo em sua pesquisa inicial sobre o tema, selecionamos algumas dicas interessantes. Confira!

O conteúdo do projeto responsivo é o mesmo
Trabalhar com design responsivo não é criar conteúdos diferentes para smartphones, PCs, tablets, entre outros. A versão do seu curso vai ser a mesma, o que muda é a forma como ele será visto e, portanto, transferido para todos os tipos de dispositivos. Um curso que incorpora um design responsivo, mostra-se objetivo e fácil de ser acessado não só em smartphones e tablets, mas também em telas de PCs com muitas resoluções diferentes. Importante: cursos de e-Learning responsivo devem responder a todos os dispositivos, não apenas móvel.

O projeto responsivo tem identidade
Um projeto responsivo leva em conta as especificações e normas técnicas de cada dispositivo justamente para facilitar a navegação. Isso significa que sua página não irá aparecer da mesma maneira nos vários dispositivos, mas terá a mesma identidade, parecerá familiar porque vai aderir às mesmas diretrizes de estilo.

A relação entre projeto responsivo e HTML5
Cursos de e-Learning responsivos construídos com HTML5 são grandes facilitadores para os colaboradores. Não há uma relação de “exclusividade” entre projeto responsivo e HTML5, mas ambos funcionam muito bem juntos. A linguagem HTML5 admite a criação de e-Learning para todo tipo de dispositivo, de maneira que os cursos possam ser acessados de qualquer lugar, mesmo sem uma conexão com a internet, pois permite salvar e armazenar o conteúdo off-line.

Interessado em mais soluções para seus treinamentos? A MicroPower prepara-se para lançar já no próximo trimestre o modo mobile do MicroPower Performa, uma plataforma com conceito inovador que permite a utilização de múltiplos portais e domínios, além de integrar: gestão de objetivos, desempenho, competências e sucessão e carreira. 

Entre outras funcionalidades, a novidade possibilitará aos usuários acessos a cursos EAD, conteúdos publicados na biblioteca e informações referentes a treinamentos presenciais, por meio de tablets ou smartphones com os sistemas operacionais Android e iOS. Para saber mais, entre em contato com nossos especialistas!

Referência: SHIFT eLearning Blog

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+
Os comentários estão fechados