O que o e-Learning pode fazer para "levantar" seus colaboradores

Há diversas razões para que os colaboradores fiquem frustrados com um e-Learning, saiba como evitá-las

Você pensa em todos os detalhes para elaborar um treinamento online fantástico e, em vez de conquistar o time, percebe desistências, profissionais que realizam treinamentos por mera formalidade e falta de entusiasmo com o material. Situação complicada, porém, muito comum no ambiente corporativo. O que é extremamente perigoso, já que a frustração pode levar ao abandono de metas e objetivos traçados por colaboradores em parceria com seus líderes. Resultado, queda de performance.

Há diversas razões para que os colaboradores fiquem frustrados com um e-Learning. O curso pode não corresponder a seus objetivos e expectativas (nível de expertise); pode não detalhar com precisão aquilo que se espera do profissional, bem como o real valor oferecido a ele; o próprio tempo dedicado pelo colaborador ao curso pode não ser suficiente (cabe ao instrutor de treinamento reforçar a importância da dedicação à ferramenta de e-Learning, bem como ao estudo do conteúdo e à realização de tarefas).

Como as empresas e os profissionais de treinamento podem lidar com esse tipo de frustração? Abaixo, algumas sugestões.

  • Avalie o material de aprendizado de forma real, ou seja, vivencie, participe, tente chegar até o fim de um treinamento e verifique o que funciona ou não no e-Learning.
  • Esclareça quais são os objetivos/metas/expectativas do programa de treinamento e de cada atividade a ser realizada. Não saber o que fazer ou esperar e não compreender os passos que devem ser seguidos é “caminhar sem rumo”, ou seja, frustrante. Ao dar instruções claras, o nível de frustração de seus colaboradores diminuirá consideravelmente. Pense nisso!
  • Não bombardeie o colaborador com informações, pois ele pode se sentir sobrecarregado. Muitos funcionários relatam esse tipo de queixa ao participar de cursos de e-Learning, o que torna tudo menos prazeroso e produtivo. Por isso, é importante colocar-se no lugar do time e considerar sua carga de trabalho, pensando de forma realista sobre o tempo que ele terá para se dedicar ao material.
  • Se você pensa que seus colaboradores não precisam interagir com colegas, está enganado. Em cursos online, nenhuma interação ou colaboração resulta em isolamento e desmotivação. Não se esqueça de que a aprendizagem é um processo de criação de conhecimento em que a interação com os outros para compartilhar informações e pontos de vista é fundamental e enriquecedora.
  • Infelizmente, é comum que as empresas se esqueçam de informar os colaboradores onde e como obter ajuda, seja em relação aos aspectos administrativos, conteúdos de aprendizagem ou seu plano de treinamento. Esse tipo de informação pode mitigar problemas. Por isso, sua audiência deve estar por dentro de todos os detalhes e sentir que tem livre acesso ao suporte, isto é, em caso de dúvidas ou problemas, seu funcionário tem com quem contar.

Referência: SHIFT eLearning Blog

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter
Loading