Tendências: conteúdo para o LMS moderno

O conteúdo é um dos elementos determinantes para o sucesso de um treinamento 

Desde 1997, quando o termo e-Learning surgiu a partir de uma pesquisa de Elliott Masie, o aprendizado eletrônico evoluiu de forma muito rápida e multiplicadora, passando do autoe-Learning para o e-Learning presencial, aprendizado híbrido, aprendizado da web 2.0, aprendizado social (redes sociais, comunidades e mundos virtuais), móvel (e-Books, aplicativos e microblogs) até chegar ao Blended (híbrido) – combinação entre diferentes modalidades de aprendizagem e, claro, tecnologias. 

Mas como andam os conteúdos do e-Learning após 18 anos? O que está sendo feito pelo mercado no que diz respeito a conteúdo para LMS? Acompanhe duas tendências fortes que foram confirmadas em 2015 e que prevalecerão em 2016!

Conteúdo customizado – O estudo de necessidades definitivamente foi a base para o desenvolvimento de conteúdo na maioria das empresas em 2015. Isso porque as organizações precisam de efetividade (não tem tempo e dinheiro a perder) e estão atentas ao fato de que criar conteúdo customizado tem impacto direto na performance organizacional. A ideia é simples: ao realizar pesquisas de público-alvo, estudar pontos fortes, interesses e necessidades de cada colaborador e criar treinamentos com objetivos de aprendizado específicos, a organização dá início a um ciclo virtuoso. A partir daí, há uma efetiva melhora nas atividades dos profissionais, que passam a compreender os valores oferecidos pelos treinamentos e, ainda, a aplicar os conhecimentos adquiridos nas atividades do dia a dia. Dessa forma, eles também se envolvem muito mais com os conteúdos, o que facilita o aprendizado e a retenção do conhecimento. 

Tipo de conteúdo – Há um tipo de conteúdo popular, que prevalece nos treinamentos da maioria das organizações. Alguma ideia? Provavelmente você acertou, estamos falando do conteúdo criado em formato vídeo. Para os profissionais de treinamento, 2015 foi o ano do vídeo! Isso porque essas ferramentas atuam de uma maneira bastante eficaz para entregar a informação. Eles possibilitam maior interação, ajudam no processo de retenção do conhecimento, reduzem o tempo de aprendizado e demonstram processos complicados de maneira direta. Muitas organizações inclusive incentivam seus colaboradores a criar e compartilhar vídeos, repassando essas pílulas de conhecimento para seus colegas.  Com a popularização dos dispositivos móveis (smartphones e tablets), telas de alta resolução, mais velocidade e conectividade, o consumo continuará a crescer nos próximos anos.

O conteúdo é o verdadeiro herói do LMS e continuará a ser assim. Portanto, além de estar atento ao que pode aperfeiçoar em seu material (texto, estrutura de informações, seleção de informações etc.), busque a melhor maneira para entregar esse conteúdo. De nada adianta criar um curso fantástico com conteúdo preciso, se você não o disponibilizar da forma como seu colaborador conseguirá acessá-lo – seja online ou off-line, por apostilas, podcasts, vídeos, fotografias, infográficos, jogos. Tudo deve estar alinhado e você, profissional de treinamento, é responsável por isso!

Se deseja saber mais informações sobre o campo do aprendizado, acesse www.micropower.com.br e entre em contato com nossos especialistas. As soluções educacionais e tecnológicas da MicroPower irão fazer a diferença em sua estratégia organizacional!

Referência: eLearning Industry

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+
Os comentários estão fechados