Curso desenvolvido pela MicroPower apresenta as principais mudanças do Novo Acordo Ortográfico

Os clientes da MicroPower já podem adquirir o curso “De Acordo com o Novo Acordo” para entenderem cada detalhe das novas regras

Após seis anos de transição, o acordo ortográfico assinado com mais sete países de língua portuguesa entrou oficialmente em vigor no Brasil em 1° de janeiro de 2016. Queda do trema, novas regras para uso do hífen e acentos diferenciais merecem atenção. Confira o que mudou!

Trema (¨) – Não se usa mais o trema, sinal colocado sobre a letra u para indicar que ela deve ser pronunciada nos grupos gue, gui, que, qui. Por exemplo: linguiça, frequente, cinquenta. Entretanto, vale lembrar que a pronúncia dessas palavras com trema continua como antes e também que o sinal permanece em palavras derivadas de nomes próprios estrangeiros, como em hübnerita (de Adolf Hübner).

+ K, W e Y – O alfabeto ficou maior e passou a contar com 26 letras. Foram reintroduzidas as letras k, w e y.

Acentuação – Caem os acentos dos ditongos abertos éi e ói em palavras paroxítonas (palavras que têm acento tônico na penúltima sílaba). Por exemplo: alcalóide - alcaloide; paranóico - paranoico.

Importante:
  • Continuam acentuadas as palavras oxítonas e os monossílabos tônicos terminados em éis e ói (s), como em: papéis, herói, dói (verbo doer).
  • Não se usa mais o acento que diferenciava os pares pára/para, péla(s)/pela(s), pêlo(s)/pelo(s), pólo(s)/polo(s) e pêra/pera.
  • Não se usa mais o acento das palavras terminadas em êem e ôo(s), como deem ou abençoo.
  • Permanece o acento diferencial em pôde/pode e pôr/por.
  • Permanecem os acentos que diferenciam o singular do plural dos verbos ter e vir, bem como de seus derivados. Por exemplo:  Ele tem duas canetas. / Eles têm duas canetas.
Hífen – Deixa de ser usado quando a segunda palavra começar com s ou r (ultra-som passa a ser ultrassom), com exceção de quando o prefixo terminar em r (super-resistente) e quando a primeira palavra termina com vogal e a segunda inicia-se com vogal (infraestrutura ou superinteressante).

Estar de acordo com as novas regras é muito importante para seus colaboradores, que trocam e-mails, emitem relatórios e redigem contratos que serão assinados por clientes, fornecedores e outros parceiros de negócios. Por isso, é vital investir na qualidade das comunicações de sua organização.
 
Os clientes da MicroPower há algum tempo já contam com o curso "De acordo com o novo acordo", que traz essas e muitas outras dicas sobre a nova ortografia, de maneira simples e descontraída, para a fácil compreensão e interpretação das normas. 

Se sua empresa ainda não tem o curso e você deseja saber mais informações sobre o material, entre em contato com os especialistas da MicroPower e conquiste mais um passo em direção à alta performance organizacional.

Referência: Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (VOLP), De acordo com o novo acordo e Dicionário Michaelis.

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+
Os comentários estão fechados