Como definir objetivos de aprendizagem

Até o final deste post, você será capaz de definir objetivos de aprendizagem

Mas, o que são objetivos de aprendizagem? Resumidamente, promessas de aprendizagem. Eles informam ao público-alvo o que poderá ser aprendido ao término de uma formação.

Eles são importantes por várias razões. Em primeiro lugar, possibilitam que os alunos decidam por fazer ou não o curso em questão. Em segundo lugar, optando por fazê-lo, os objetivos de aprendizagem funcionam como um roadmap. Ao comparar seu progresso com a lista de objetivos, os alunos terão uma ideia geral de quanto conteúdo ainda resta para finalizar o curso. 

Por fim, os objetivos de aprendizagem ajudam a manter o conteúdo direcionado e focado durante a sua concepção/produção. Tudo, incluindo avaliações, deve amarrar um ou mais dos objetivos de aprendizagem. Se algum conteúdo não estiver se enquadrando, deve-se revisar os objetivos definidos.

Para criá-los, basta seguir uma sequência de três passos:

  1. Identificar o período de tempo e público-alvo
  2. Usar um verbo de ação
  3. Descrever a tarefa específica que o aluno terá que realizar

Exemplo: Até o final deste post, você será capaz de definir objetivos de aprendizagem, reconhecer por que eles são importantes e criá-los. Isso é um objetivo de aprendizado! Ok, são três objetivos de aprendizado em um só. Vamos simplificar:


O verbo de ação é crucial. Ele precisa fornecer uma maneira mensurável de determinar se o aluno cumpriu com sucesso ou não o objetivo de aprendizagem. Você pode usar uma lista de verbos (taxonomia de bloom) para ajudá-lo a encontrar verbos de ação adequados.

Dica: palavras como "conhecer" e "entender" não devem ser usadas, pois não dão o aluno uma visão clara do que eles precisam fazer e, como resultado, são difíceis de medir.

Para finalizar, compartilho um link para "automatizar" a tarefa de definir objetivos. Ele utiliza uma sequência diferente de elaboração da apresentada aqui, mas não altera o resultado final desejado. Até a próxima!

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+
Os comentários estão fechados
MicroPower | Como aprimorar a usabilidade do e-Learning

Como aprimorar a usabilidade do e-Learning

Duas dicas essenciais para estruturar seus conteúdos de maneira mais acessível

Facilitar a vida do colaborador deve ser uma das prioridades do profissional de treinamento e desenvolvimento. Dessa forma, sua atenção também precisa estar voltada para a criação de um material “user friendly”, simples e prático para ser acessado, mas ao mesmo tempo interessante e motivador.

Há uma razão para o índice ser colocado logo nas primeiras páginas de uma publicação. Há uma razão para as referências bibliográficas não estarem espalhadas por todas as páginas, mas sim concentradas em um capítulo. Há uma razão até mesmo para que haja um mapa dentro de um site.
 
A razão é a usabilidade: simplificar a experiência, a busca ou o caminho do usuário. Isso porque uma péssima experiência de uso pode inibir o aprendizado dos colaboradores e, aos poucos, fazer com que sua audiência se afaste, deixando de acompanhar os cursos e materiais de apoio.

Selecionamos 2 dicas de design de conteúdos que irão ajudá-lo a criar materiais de aprendizado mais acessíveis e simples de serem acompanhados pela audiência. Confira!

#1 Evite o baixo contraste
O baixo contraste do texto ou de uma imagem com relação ao fundo da página prejudica a legibilidade. Imagine que naturalmente a leitura de um texto no monitor já é muito mais cansativa do que no papel. Pois esse efeito é potencializado quando reduzido o contraste entre o fundo da tela e o texto. 

Se por acaso bater um pouco mais de luz na tela do computador ou smartphone do colaborador ou até mesmo se o conteúdo for projetado em um telão ou monitor de alta qualidade, o material corre sério risco de ficar invisível – o que fará os colaboradores sofrerem para conseguir acompanhá-lo.

Para evitar desistências e perda de audiência, atente-se à posição, às cores e aos efeitos de luz e sombra. Eles podem determinar o sucesso de seus materiais de treinamento.

#2 Incentive o “scrolling”
A expressão em inglês “scroll” significa mover, rolar o texto na tela do computador ou de qualquer dispositivo móvel. Investir nesse tipo de recurso fará com que você envolva ainda mais os colaboradores e até conquiste novos participantes para seus cursos.

A rolagem acaba com a limitação do movimento a uma região específica e torna o acesso muito mais fluido e natural. Em dispositivos móveis, então, facilita infinitamente a interação.

Uma regrinha de ouro: o conteúdo que aparece em destaque na tela irá (ou não) levar a audiência a explorar o que aparece abaixo ou ao lado. O conteúdo de cima deve funcionar como um teaser e ser colocado ali para instigar a audiência a “rolar a tela” para encontrar novos materiais interessantes.

Referência: Shift eLearning Blog

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+
Os comentários estão fechados