Microlearning: o presente e o futuro dos treinamentos

Workshops extensos e grandes manuais dão espaço a ciclos curtos de formação com pequenas “porções” de conteúdo

 

Como você consome informação: recebe seu jornal diariamente e o destrincha todas as manhãs ou em vários momentos do dia – pelo rádio no trajeto para o escritório, algumas olhadelas durante o dia em blogs e nos principais sites de jornais nacionais e internacionais via smartphone e desktop?

 

Se você se enquadra no primeiro exemplo, faz parte de uma minoria. No novo (nem tão novo) universo tecnológico da informação, ficou mais acessível consumir conteúdo e conquistar novas habilidades, tanto em sala de aula, quanto em comunidades e fóruns online, portais, sites e blogs, livros e manuais, podcasts, vídeos etc.

 

Hoje, as pílulas de conhecimento ou microlearning são preferência, especialmente, quando se trata de aprendizado corporativo. Workshops extensos e enormes manuais já são encarados como ultrapassados e dão espaço aos ciclos curtos de formação com pequenas porções de conteúdo, tudo com flexibilidade, ou seja, para ser acessado quando e onde o colaborador desejar.

 

Por sua vez, os empregadores devem estar preparados para trabalhar em parceria com seus talentos, obtendo tecnologia e proporcionando experiências de aprendizado que impressionem, esclareçam, instruam e sejam de fato efetivas para que o profissional consiga aplicar os conhecimentos em suas práticas diárias, aprimorando processos e serviços. Como? Confira algumas ações:

 

No prazo deles – Determine um prazo para cada curso ou módulo, mas o controle deve parar por aí. Deixe que o colaborador escolha quando e onde irá fazer suas atividades, se no tempo livre entre uma atividade e uma reunião com clientes; numa viagem de avião; ou até depois do jantar, em casa e com a cabeça sem preocupações.

 

Histórico do conhecimento – O conhecimento dentro de uma organização deve ser mantido em uma biblioteca virtual acessível por todos. Assim, a empresa consegue manter e aprimorar as informações (atualizar conteúdos) e garantir a transmissão do conhecimento, mesmo com a saída de seus especialistas.

 

Atualização simples e rápida – O microlearning mostra-se como uma ferramenta muito mais prática, que posse ser rapidamente atualizada. Para avisar aos colaboradores, que tal enviar um vídeo curtinho, fazer um post nas mídias sociais ou até mandar uma mensagem diretamente para o celular do colaborador? Assim, os funcionários são direcionados a obter as novas informações e os gerentes poupam tempo e esforços.

 

Precisa de uma plataforma robusta para dar suporte ao aprendizado? Então conheça o MicroPower Performa, solução desenvolvida pelos especialistas da MicroPower que trabalha de forma integrada a gestão do aprendizado com a gestão da performance. O aplicativo MicroPower Performa Mobile facilita o acesso a treinamentos, avaliações e biblioteca de arquivos disponibilizados por sua organização. Para saber mais, entre em contato com nossos especialistas!

 

Referência: eLearning Industry Blog

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+
Os comentários estão fechados