MicroPower participa da palestra “A Transformação Digital e seus reflexos na Produtividade das Pessoas, na Competitividade dos Negócios, e na Sociedade”

Na terça-feira,05/06, a MicroPower, representada por Francisco Antonio Soeltl e Alexandre Campeão, participou da palestra “A Transformação Digital e seus reflexos na Produtividade das Pessoas, na Competitividade dos Negócios, e na Sociedade”.

Durante o encontro, Francisco Antonio Soeltl, Presidente da MicroPower e do Institute for Learning & Performance Brasil palestrou sobre o empoderamento das Pessoas e da arquitetura da Universidade Corporativa Ampliada para potencializar a Produtividade das Pessoas e o Resultados dos Negócios.

Francisco Soeltl mostrou que 80% dos executivos seniores disseram que os investimentos na transformação digital são fundamentais para o sucesso futuro; os investimentos nas iniciativas de transformação digital atingirão 2,2 trilhões de dólares até 2019, quase 60% maior que 2016 e 70% das 500 maiores empresas do mundo teriam equipes dedicadas para a transformação digital e inovação até o final de 2017, segundo dados do IDC 2017: FutureScape: Worldwide IT Industry Predictions.

Evento foi sucesso de público

Durante a palestra, Francisco falou sobre "DX Economy“ – Nova economia na qual as Organizações serão medidas pela habilidade de atingir e exceder permanentemente novos padrões de Performance (benchmarking). Essa nova economia é dividida em 4 vertentes:

Clientes: fidelidade do Cliente usando uma plataforma inteligente que permita experiências personalizadas;

Colaboradores: produtividade das Pessoas através do trabalho em equipes móveis e aos estilos flexíveis;

Processos: otimizar operações e acelerar a capacidade de resposta a partir da experiência do Cliente

Produtos: tecnologia de forma Inteligente para inovar nas Soluções (Produtos e Serviços).

Outro tópico abordado foi como construir a Transformação Digital para redefinir os negócios. Segundo Francisco com o uso da tecnologia melhora radicalmente a performance e é necessário ter 3 pilares: Transformar a Experiência do Cliente; Transformar os Processos Organizacionais e Transformar os Modelos de Negócios, além de 9 fundamentos:

Melhorar o conhecimento de seu Cliente
Aumentar Receitas
Potencializar as Interações com o Cliente
Digitalizar processos
Desenvolver e Empoderar os Talentos
Gerenciar a Performance
Negócios Modificados Digitalmente
Novos Negócios Digitais
Globalização Digital

Francisco também mostrou alguns cases de empresas no Brasil que já estão fazendo o uso de tecnologias para realizar a Transformação Digital do Negócio. É o caso da Serasa Experian com o “DataLab: Design – Tecnologia – Gestão”, o Next.me, um Banco 100% digital e o Instituto Mauá de Tecnologia, com um ambiente de Aprendizado Personalizado e Ampliado.

Sobre o tema “Desenvolvimento de Talentos (Empoderar)”, um dos fundamentos da Transformação Digital, Francisco explicou os conceitos e apresentou a UCA - Universidade Corporativa Ampliada, que visa promover a Alta Performance em um ambiente de Aprendizagem Personalizado e Ampliado.

Com o suporte de tecnologias, a Universidade Corporativa Ampliada (UCA) vai além das fronteiras da universidade corporativa tradicional. Através do MicroPower Performa, ela abrange processos de desempenho e princípios de gestão, através da gestão de metas e competências, permitindo às organizações otimizarem a forma como cuidam de seus talentos, com foco em sucessão, carreira e remuneração estratégica. Isso fornece uma solução única, integrada e sustentável para gestão de performance e desenvolvimento de talentos levando as organizações à alta performance em seus negócios.

Alexandre Campeão, Business Director da MicroPower, falou sobre a Transformação Digital e as tecnologias emergentes relacionadas a Capacitação e Gestão de Desempenho.

Campeão apresentou as tendências de Gamificação e sua importância no aumento do engajamento dos colaboradores. Abordou as principais plataformas de colaboração integradas (Microsoft Teams, Slack e Google Hangouts) e as soluções educacionais que utilizam recursos de realidade aumentada, realidade mista e simulação. Em Gestão de Performance, apresentou as tecnologias para definição e acompanhamento de objetivos e Gestão de Desempenho utilizando soluções de feedback instantâneo através do uso de APPs.

Ao final falou sobre o uso de Análise Preditiva com um case da Accenture e um projeto de realidade mista do California Institute of Technology, utilizando o HoloLens para guiar o deficiente visual em prédios com dificuldade de acesso.

O encontro também contou com o administrador e empresário Walter Lerner, Coordenador do Grupo de Excelência em Administração de Pessoas no CRA-SP; Ex- Professor de Graduação da EAESP - FGV e da FGV MBA Management.PhD em Administração de Empresas pela World University (EUA); Master em Administração de Empresas pela UEX da Espanha; Bacharel em Administração de Empresas pela EAESP FGV-SP.
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+
Os comentários estão fechados