Soluções em vídeo para impulsionar treinamentos

O vídeo pode ter um impacto poderoso para a organização quando aplicados em plataformas de aprendizado

Nos últimos anos os departamentos de Gestão de Pessoas  têm buscado cada vez mais interação entre seus colaboradores. E, na realidade atual, em termos de experiência digital, o engajamento que vídeo proporciona, tem sido a melhor saída. 

O fato é que o brasileiro está assistindo a cada vez mais vídeos pela internet: segundo pesquisa feita pela Provokers e revelada pelo YouTube no segundo semestre de 2018, o consumo médio de vídeo online no País é de 19 horas semanais - um crescimento de 135% na comparação com 2014, diz o levantamento. 


Atentas a essa tendência, as empresas perceberam o poder dos vídeos para o engajamento corporativo, sobretudo na área de treinamento. No aspecto didático, as vantagens da aplicação de vídeos nos treinamentos online, sejam técnicos ou comportamentais são evidentes. 

Em treinamentos para utilização de equipamentos, ou de execução de procedimentos, pode-se mostrar o passo-a-passo como deve ser na vida real. Pode-se criar situações que espelham a realidade e inspiram, como depoimentos e entrevistas. 

É possível utilizar vídeos também para se capturar e disponibilizar o conhecimento de especialistas, o que seria muitas vezes impossível utilizando-se materiais didáticos tradicionais.

Ofereça com segurança

Mesmo com a facilidade em disponibilizar vídeos, como as redes sociais, as empresas estão optando por fazer isso dentro de plataformas de aprendizado. Afinal, as áreas de Gestão de Pessoas precisam ter controle do que os colaboradores assistem, a fim de fazer um gerenciamento preciso de quem está, de fato, consumindo, como e quando os treinamentos.

Ou seja, não é só usar o vídeo, mas aproveitar essa tendência no treinamento e gerenciá-la corretamente.

Com as plataformas de aprendizado, que é o caso do MicroPower Performa,  você pode saber a que vídeo o colaborador assistiu, quanto tempo ele ficou nesse vídeo, em que lugar ele parou. Também pode montar uma trilha de aprendizado com um curso de e-learning, outro presencial, um vídeo e um material de leitura, por exemplo.

Streaming cresce em treinamentos corporativos

Para muitas organizações não é novidade que o streaming já ultrapassou os limites do entretenimento como Spotify, Netflix, e virou rotina não só nas grandes empresas, mas também em empresas menores que já perceberam as vantagens da tecnologia para engajar colaboradores. 

O Streaming cresce cada vez mais em treinamentos corporativos com o surgimento de tecnologias que facilitam a exibição de conteúdo e o crescimento exponencial dos recursos dos smartphones, assim o uso do vídeo se popularizou.

O motivo de estar se tornando uma ferramenta tão utilizada no mercado são algumas vantagens-chave: interatividade com o público, otimização de tempo e custo X benefício.

O streaming de vídeo possibilita a disponibilização de conteúdos longos sem que seja necessário esperar pelo download. Hoje pode-se disponibilizar bibliotecas inteiras em vídeo, com custo e qualidade excelentes.

Interessado em conhecer as soluções em vídeo que o mercado oferece? De olho nas necessidades de nossos clientes, oferecemos duas soluções complementares: Video4Performance e MicroPower Media Services. 

A primeira tem como diferencial a criação de vídeos com estratégias personalizadas, que permite escolher diferentes rumos para os acontecimentos. Já o MicroPower Media Services foi desenvolvido para armazenar e compartilhar arquivos e adota os mais importantes protocolos de streaming de vídeo – uma tecnologia que surgiu para facilitar a transmissão de aulas ou eventos e que permite começar a assistir ao vídeo sem interrupções. 

Além disso, graças ao bit rate adaptativo, o software também ajusta a qualidade do vídeo à largura de banda do usuário.

Com custo atraente, entre as outras vantagens, vale a pena experimentar e encontrar as melhores aplicações para os vídeos em sua empresa. Se precisar de apoio, conte com a MicroPower. 
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Google+
Os comentários estão fechados